Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Adrenalina - caté da manhã dos campeões!

Olá pessu!!

Acabou de sair um trabalho meu na edição deste mês na Revista Go Outside, seção Próxima Parada - uma matéria sobre uma caminhada super gostosa saindo de São João del Rey e chegando na cidade de Tiradentes, Minas Gerais!
Além da beleza da calçada dos escravos e da Serra de São José, o passeio oferece uma parada obrigatória em Tiradentes para uma cervejinha, e opções de visitas à lojas de artesanato, móveis rústicos (preços bons) e restaurantes com comida típica mineira.
Tiradentes é tão gostosa (principalmente fora da temporada, quando os restaurantes não são tão muvucados, hehe) que optamos em voltar à noite para devorar uma moqueca de peixe com direito à pinga com mel... Ô diliííça!!!

Após caminhar e escalar a tarde na maravilhosa Serra do Lenheiro em São João, não carece economizar nas coisas boas da vida, não é mesmo?!!!

Tô bolando uma nova pauta de caminhada bem completinha pra uma nova Próxima Parada, por algum ponto desse Brasilzão e aceito sugestões!

Ainda na Go Outside, (edição de julho), acessei a matéria sobre o guia de montanha do Everest Dave Hahn, que tem no currículo 16 montanhas acima de 8000 m, só que o cara tem medo de altura! Já eu, não tenho medo de altura, mas sou friorenta e tenho receio de alta montanha.

Lendo a matéria, é interessante perceber que tudo trata-se de aclimatação, de estar acostumado com determinadas realidades. Assim como ele, eu 'não sou muito versátil!'
No caso de alta-montanha, existe todo um aparato com o qual não estou acostumada e, apesar de achar o cenário magnífico, sinto-me desconfortável. Posso estar equipada com os melhores casacos, botas, gorros, luvas e arterfactos para frio, que não relaxo 100%! (Fora que ainda não levei meu corpo à altitudes realmente elevadas para ver como ele se comporta!)

Não sou, tão pouco, escaladora de big-wall (estou ensaiando uma brincadeira com o Bito Meyer e a Karina pra ser introduzida na modalidade e abrir o horizonte), mas posso dizer que sinto-me extremamente confortável pendurada em uma parede vertical e negativa, seja a altura que for. (Não curto tanto aderência, mas encaro e vamo que vamo!).

Apesar de me manter ligada e sempre re-checar todo sistema de segurança durante a escalada ou descida, sinto-me relaxada durante a escalada, seja em uma via esportiva, seja em vias de várias cordadas! Mesmo nos perrengues vividos em escaladas da vida, ficam sempre lembranças de bons momentos!

FAlando sobre essa versatilidade do montanhista, acredito que todo medo vivido em aventuras inovadoras proporcionam sempre um saldo positivo à vida através das lembranças e da adrenalina envolvida, e que o segredo é experimentar! Afinal de contas, como diria o escalador Jimmy Chin: Adrenalina, o café da manhã dos campeões!

Eis um trecho da matéria, escrita pelo próprio Dave Hahn sobre seu desafio no El Cap!
"Não sou bem um escalador... E certamente não sou escalador de big wall. Isso não é modéstia. Dezesseis expedições a montanhas de 8 mil metros - nove delas até o cume do Everest - e 22 anos guiando em glaciares gelados e remotos não deixam um cara modesto. Mas resultam num escalador pouco versátil, e este sou eu, pois escaladas em grandes paredes e montanhismo de altitude requerem técnicas surpreendentemente diferentes. É claro que quando comecei a subir montanhas eu sonhava em escalar o El Capitan, no Yosemite (EUA). Mas convenhamos: eu também queria ser piloto de caça, presidente, astro pornô. Em vez disso, me tornei guia no Everest."

(Trecho retirado de: http://gooutside.terra.com.br/Edicoes/38/ases-nas-alturas-a-ideia-fazer-um-dos-maiores-96145-1.asp

Bons momentos a todos!

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget