Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Aprender a voar ...

Voar é mais uma artimanha utilizada por escaladores como Dean Potter, adepto do solo extremo. Sua 'peripécia' aconteceu na Suiça, onde ele usou apenas sapatilhas, magnésio e um pára-quedas de BASE Jumping (pesando 5 pounds) para escalar uma via de 5.12+.

Ele fez uma travessia até a via a partir da aresta noroeste do Eiger e solou a formação final da parede, levemente negativa, onde está o crux.
Dean optou por não escalar a parte inicial da via por causa de rochas soltas e pela altura, que não proporcionava uma queda com tempo suficiente para abrir o BASE.

Pela sua estratégia, mais “segura”, ele teria 15 segundos de vôo a partir das enfiadas mais altas da via, garantindo tempo para abrir o pára-quedas, no caso de uma queda.

EStar preparado para voar na escalada é importante, não só neste caso extremo, como em vias onde as proteções estão longe demais e o impacto na parede pode machucar consideravelmente!

Muitas mulheres que começam a escalar (e homens também, ;->) têm receio em realizar lances que não estão no limite durante uma escalada guiada, pelo medo do impacto na queda... É o nosso velho e bom conhecido fator psicológico em ação!

Quanto a isso, a melhor forma de superar o medo é, não só conhecer e confiar no próprio desempenho, como principalmente, simular quedas e perceber que é possível cair alguns metros sem se machucar (escalando com corda, obviamente, hehe). Neste caso, a sintonia entre o escalador e o segurador é bem importante, para que o escalador não cai nem mais, nem menos.

Para garantir a segurança e conhecimento dos escaladores, a Casa de Pedra tem feito workshops quinzenais gratuitos sobre segurança na escalada (principalmente dentro do ginásio onde o escalador tende a ficar mais relax e desatento), ministrados pelo instrutor André Berezoski. Entre as dicas, o cuidado em não manter a mão na trava do grigri, não deixar a corda na boca na hora da costura, entre muuuitos outros detalhes que podem fazer a diferença!

Já no caso do Dean, para que gri-gri, corda, costura, cadeirinha e técnicas de segurança, não é mesmo?, se voar parece ser bem mais simples e divetido! É realmente pra quem pode...(E pra quem já caiu muito na corda, hehe!)

Vai encarar?

Outro que está alçando vôos cada vez mais altos é nosso brasileiro Felipe Camargo. Acessando: www.escaladabrasil.com/osite/modules.php?name=Content&pa=showpage&pid=83, temos uma matéria completa sobre a viagem de nosso atleta para as etapas mundiais e escaladas pela Europa! "Entrenar a muerte"!!!

Não existe outro som que se encaixe tão perfeitamente neste post quanto este aqui! Um clássico lindo demais!

Um comentário:

^Angel disse...

Que louco Jan!
Curti demais o blog! Você escreve bem demais!

Tem muito sentimento bom no blog!

Parabéns!
beijo
Ninja

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget