Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Assumindo riscos - K2 e COPA do MUNDO!


Oi Amigos,

Recentemente, entrei em contato com o blog de mais um membro da comunidade 'montanhística', que gentilmente concedeu a publicação da foto acima, a qual ilustra seu texto sobre os 30 anos da primeira ascensão americana do K2.
Pra quem caiu de balão aqui (hehe), esta montanha é considerada a mais perigosa do mundo, com 8611 m de altitude, mesmo sendo a 2ª mais alta, abaixo do cume-pai Monte Everest, com 8848 m.
A foto e o texto em questão foram publicados esta semana no site da revista climbing.

Eis o blog:
www.watershednews.blogspot.com
Dele, foi extraída a publicação chamada de "Cowboy on K2", apelido criado pelo montanhista Charles Houston (hoje, com 95 anos) em um de seus relatos sobre uma expedição americana à esta montanha, em 1938, e usada como título da matéria. (Confiram, vale a pena!)

CURIOSIDADE
A primeira tentativa profissional de ascensão do k2 ocorreu em 1902, e apesar de cinco tentativas infrutíferas e mortais, seu topo não foi atingido até que uma expedição italiana realizou este feito em 31 de Julho de 1954. A expedição era liderada por Ardito Desio, e os dois alpinistas que atingiram o topo foram Lino Lacedelli e Achille Compagnoni.

MATÉRIA ATUAL
O texto atual relembra a tragédia de pouco mais de um mês, onde 11 montanhistas morreram tragicamente nesta montanha, e cita relatos e nomes que tiveram sucesso na primeira conquista americana do k2 em 1978, em um time que inclui os veteranos do Everest - Jim Whittaker, Lou Reichardt, Jim Wickwire, John Roskelley and Rick Ridgeway.
A maioria abstém-se de julgar esta recente tragédia, mas muitos tentam fazer a difícil reconstituição do que pode ter ocorrido...

(Da mesma forma, na data de hoje, 11 de setembro, somos impulsionados a lembrar e tentar entender a tragédia das Torres Gêmeas nos EUA... Seria 11 um número cabalístico...??? Viiixe! Vou perguntar pra Madonna quando ela chegar aqui pro show!!!)

Voltando ao K2, a citação do montanhista Ridgeway (hoje com 59 anos), foi extraída do blog 'Watershednews', e concluída brilhantemente:
"I don't feel like I'm in position to offer any wisdom. It would be presumptuous of me to be critical in any way. Each person makes their own decisions about risk."

(Acima - trecho 'original'. Abaixo, tradução em homenagem ao 'new friend', que não fala português, mas gostou de ver a comunicação montanhística abraçando todos os cantos do mundo... Tudo isso graças a essa maravilhosa invenção que é a internet!!! Não sou tradutora, mas quebro um galho... hehe)

In Portuguese:
" Eu não sinto que estou em posição de dar qualquer conselho. Seria presunçoso da minha parte criticar de qualquer maneira. Cada pessoa assume os próprios riscos de suas decisões."


Lendo a matéria, fui pesquisar no site do brasileiro Waldemar Niclevics, que chegou ao cume do k2 e fala sobre sua conquista no livro "Um sonho chamado K2". Eis uma parte de sua conclusão, extraída de seu site, semelhante à do americano: "Essas tragédias poderiam ter sido evitadas? É preciso analisar cada uma com muito cuidado para responder a esta pergunta. Mas a resposta é provavelmente não, pois infelizmente não temos como prever uma avalanche de serac, ou uma mudança brusca do tempo (em razão do micro-clima formado entre as altas montanhas). São fatalidades, e a única forma de evitá-las seria não assumir o risco inerente, sempre presente em uma montanha perigosa e difícil como o K2."

Logo, no que me diz respeito a tudo isto, resta admirar muuuuito a coragem de pessoas que assumem tais riscos! O importante é ser feliz e aproveitar cada momento da vida!!!

E como FÉ é algo que acaba atingindo até os seres mais descrentes na hora do perigo iminente, eis uma foto que a National Geographic postou ontem (10 de setembro), que ilustra com louvor a cultura assimilada por aventureiros que resolvem assumir tais riscos - Lhasa, Tibet.
(Resolvi salvar para vocês apreciarem, pois as fotos mudam diariamente!)


E falando em assumir riscos, vamos torcer para que o brasileiro Felipe Camargo assuma o risco na hora certa, nas vias da 3ª etapa da COPA DO MUNDO de escalada, modalidade DIFICULDADE, que acontece a partir desta sexta feira na cidade de Bern, Suiça!!! Boa sorte brothiiinho!!! Detalhes em www.felipegcamargo.blogspot.com

Peace and great experiences!

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget