Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Feliz 2009

Amigos,

Mais um ano marcado por mudanças se passou. Mudanças que fazem pensar e principalmente evoluir, CRESCER!

Tenho certeza que a maioria de vocês ama o contato com o divino, seja atráves de esportes, como escalada, caminhada, surf, esportes de aventura, ou mesmo através da contemplação. Seja como for, todos sentem a plenitude da vida após a realização de uma travessia!

E os recursos para essa travessia? Como utilizá-los com sabedoria? Sobre isso, li uma matéria muita consciente e bem escrita do Carlos Vageler, sobre tentarmos viver nosso dia-a-dia como se estivéssemos realizando uma trilha no meio da mata, tendo que utilizar apenas os recursos colocados dentro de uma mochila cargueira para sobreviver durante alguns dias.

Sem ideologias falhas, é fundamental percebermos que existem realidades e parâmetros diferentes hoje em dia. Muitos vivem dualidades, 'triiialidades', e a evolução começa no respeito à individualidade de cada um.

Eu por exemplo, adoro usar uma roupa esportiva com um tecido confortável e tecnológico para praticar minhas atividades, gosto do melhor tratando-se de eletrônicos para trabalho e lazer, aprecio roupas com um caimento bonito e adoro viajar pelo mundo! Isso tudo custa né?
Porém, sabermos reconhecer o limite e o exagero já é um grande passo para a evolução!

No fundo, todos conseguimos viver com pouco se a vida assim nos impõe... e todos temos uma essência (aqueles desejos reais que manifestavam-se de forma pura na infância e que foram se perdendo ao longo da vida, nos baques e traumas, cobranças sociais, inversão de papéis, queima de sutiã em praça pública, hehehe, e por aí vai).

De qualquer forma, deixando de lado minhas viagens psicanalíticas, sociais ou seja lá o nome que for, estamos em constante mutação, e em todo esse processo, conseguirmos entender o que realmente somos e o que buscamos chega a ser o maior dos desafios.

Confira através do link abaixo a matéria referida no início do texto para entender melhor a proposta desse post(copie e cole na barra do navegador)- http://360graus.terra.com.br/montanhismo/default.asp?did=27083&action=coluna

Falando em consciência, não há dúvidas de que o trabalho e o corpo físico são meios, ferramentas preciosas, que nos ajudam a realizar nossos sonhos.
O esporte é, de forma geral, um meio espetacular, pois além de proporcionar prazer - antes, durante e após a prática, nos proporciona saúde e realizações! E no final das contas, um corpitcho legal...WOW!!!

Ainda sobre corpo físico e espiritual, a ciência busca explicar muita coisa através de estudos modernos. Porém, mesmo quando ela explica, prova, demonstra, comprova e alerta, o homem continua aqui, fingindo que nada vai acontecer! Vejo muitos idealistas que defendem a ciência e lêem sobre tudo, jogando papel no chão...'Ah... Só um papelzinho de chiclete...'

Mesmo ouvindo as revelações da ciência, confesso que questiono a existência de uma força maior, sem fechar os olhos para um mundo, inegavelmente, cada vez mais caótico, desordenado, competitivo, em surto... Mundo esse no qual, justamente, falta de trabalho e oportunidade são alguns dos reflexos dessa desordem. E os terapeutas agradecem...

Aproveitando ao máximo toda essa ferramenta moderna que é a internet, deixo aqui a primeira parte de um documentário, que traz o relato de um representante de uma antiga tribo indígena norte-americana chamada Hopi, falando um pouco sobre essa consciência superior a que me refiri acima!

Acredita-se que tal tribo (Hopi - pessoa pacífica/civilizada) é a mais antiga de nativos norte-americanos vivendo no mesmo lugar. Há mais de mil anos, eles habitam uma árida região no Noroeste do Arizona, sobrevivendo do plantio de milho e plantas, e cuidando da água e da terra.
Além disso, construíram seus povoados em plataformas rochosas elevadas por razões defensivas. Hum, talvez eles tivessem um conhecimento avançado sobre as placas tectônicas há mil anos atrás e preveram as cagadas que o homem iria fazer desmatando desordenadamente... VAi saber!?
No mínimo, curioso!

De certa forma, tanta reflexão, seja ela fruto da mente em busca da paz e consolo, ou realmente fruto de uma força espiritual, nos faz perceber que cada ser-humano é único e tem um importante papel na ordem universal, não é mesmo? Tomara!

Aí vai o guru do post... finalmente! Uma ótima viagem a vcs!



Feliz 2009 a todos, repleto de amor, saúde, paz, encontros e realizações!

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget