Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Treinamento e 'Um ato de liberdade'!

Olás!!!

Após 6 dias seguidos de escalada, tive hoje, finalmente, um dia de descanso para a pele das mãos, articulações, ante-braços e por aí vai!

Felizmente, são muitos os músculos que reclamam de dores pós-treino, uma vez que a escalada trabalha o corpo todo.
Mesmo assim, sentí-los doendo é uma sensação que não tem preço...
(Não sou mazoquista, rsrs!!!)

A melhor maneira que indico para você (que nunca escalou) entender do que estou falando é:
'Escale!'

Muitos me perguntam sobre iniciação na escalada e métodos de treinamento.
Hoje, durante um treino de corrida na Academia Fórmula, tentei transmitir para um colega chateado com lesões do futebol, como a escalada pode ser realmente menos perigosa do que um jogo de bola!

Apesar de achar que meu esforço em fazê-lo trocar a 'pelada' pela escalada foi em vão, percebi, mais uma vez, que sou apaixonada por uma modalidade que encanta pela sua imagem e gera muita curiosidade, principalmente quando se fala em competição.

Saindo do beabá rumo ao campeonato mundial, expliquei a ele porque não tem sentido uma escaladora que compete frequentar uma academia que ofereça um muro vertical e com poucas vias e agarras (como o da Fórmula), uma vez que a especificidade é fundamental tratando-se de qualquer modalidade de competição.

Em contra-partida, deixei claro que para iniciar-se na escalada, uma pequena parede vertical com vias inteligentes e variadas é uma boa forma de introduzir-se e familiarizar-se com a realidade da prática e permite a evolução, principalmente se o iniciante tiver o auxílio de um instrutor experiente.

Há algum tempo escrevi um textinho que fala sobre evolução gradativa e metas que pode ser conferido no link abaixo e pode fornecer um pouco de motivação:
http://escaladanocerrado.multiply.com/journal/item/19

Aproveitando o tema apaixonante sobre 'prática esportiva', lembramos da importância de seguir um método que minimize ao máximo as lesões.

Mesmo sendo adepta do 'No pain, no gain', procuro ao máximo me concentrar em cada movimento e sinais do meu corpo para evitar lesões.

Seja qual for o trabalho e modalidade escolhida, é de senso comum a importância do período adequado para recuperação, tanto para articulações e tendões como para músculos... (e para a pele, no caso da escalada!)

AFinal de contas, se até a história conta que Deus criou o mundo em seis dias, descansando no sétimo, por que não seguirmos esta dica 'divina'?

NO meu caso, o 'rest day' costuma ser abençoado por um descanso ativo com corrida de 40 minutos na esteira e alongamento enquanto minha pimpolha pratica suas atividades físicas também!

Sempre pesquisando, vou aprendendo assim a planificar meu treino (realizado conforme a realidade brasileira) preocupando-me em repôr ao organismo os nutrientes necessários na hora certa.

Atualmente, o embasamento técnico e prático de meu treino para a escalada de dificuldade segue o método de escaladores como Maja Vidmar, eslovena diversas vezes campeã da copa do mundo de dificuldade, Ramon Julian e Patxi Usobiaga, espanhóis campeões em diversas etapas da copa do mundo (categoria masculino).

Após perguntar e conversar com estes atletas durantes minhas participações internacionais, comecei a fazer do meu corpo um laboratório, errando e acertando!

SEndo assim, nestes dois meses pré-mundial tenho mantido a teoria (e prática) da especificidade, focando a escalada para treinos indoor de dificuldade, uma vez que as competições são em muros artificiais.

Para quem quiser entender melhor sobre as diferenças entre um Campeonato Mundial, Jogos Mundiais e Copa do MUndo, visite o site do Cesinha que no dia 13 de maio publicou um texto esclarecedor.
http://cesargrosso.wordpress.com/

Aproveite para conferir o divertido vídeo de 'César Fivelinha' em ação no Ubatuboulder 2007 e prepare-se para a versão Ubtboulder 2009 que acontecerá nos dias 11 e 12 de julho no mesmo Bat local!
http://www.ubtboulder.com/

...Continuo com a venda de mochilas DEUTER, com preços 'ó-te-mós'!...

Além dos produtos destacados na postagem anterior, vale lembrar que a marca oferece uma das melhores mochilas do mercado para carregar bebês.
(Eu uso a minha até hoje, carregando minha filha de 20 kg e indico!)


Falando em tal público, a idade média da futura geração da escalada baixou consideravelmente este final de semana reunindo filhos de escaladores das antigas que curtem os pequenos entre uma subida e outra!

Foi muito bom ver toda essa turma das antigas 'aclimantando' os pequenos desde cedo!

Em breve publicarei videozinhos de treinos!
(Obrigada Gui pelo empenho da filmagem este f.d.s ...)

Por hora, eis o trailer do filme 'Um ato de liberdade', que assisti após um dos treinos desta última semana...

...Ótima dica pela produção, história verídica, e para agradecermos a cada dia por não sermos discriminados e termos o direito à vida!




AGradecimentos especiais ao Gui, Rodrigo, Alex, Gessner, Ricardo Contel, Filippo e Rosita pelos treinos, apoios e trabalhos ...
KAMON!

Boas escaladas galera!

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget