Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

domingo, 7 de junho de 2009

Vista panorâmica, 'luz' e 'força'...

Olá,
Agradeço por mais esta semana de vida, marcada literalmente por muito trabalho, muita força e muita luz!

Após participar da categoria 'diversão' do Festival de Boulder da Casa de Pedra, fazendo bastante 'força' para superar os desafios durante 3 horas da manhã do último sábado (6), mantive o treino durante a tarde, visando concentrar ácido láctico nos ante-braços, 'bombando' em travessias com cerca de 70 movimentos.

Quem sabe assim, consigo controlar melhor essa 'manifestação física', que mais cedo ou mais tarde se formará durante minha escalada no Campeonato MUndial em julho na China... hehehe...
(Parabéns Cesinha e Thaisinha pela merecida vitória na categoria 'competição' do Festival de Boulder Casa de Pedra!)

Devidamente tijolada e nutrida, chegara a hora de compartilhar minha 'luz' e alimentar outro tipo de 'força' ao lado da minha filha na 'Festa da Lanterna'!

Esta festa tem origem européia e costuma oferecer uma bela peça de teatro chamada "A Menina da lanterna", na qual seus personagens nos apresentam âmbitos do ser humano que precisam ser dominados, transformados e renovados.
Sendo assim, é uma história recheada de elementos que fazem parte da busca da 'luz interior'.


O clima desta festa nos prepara também para a chegada do inverno, época em que recebemos uma grande inspiração da terra, uma grande concentração na natureza.

O clima frio e a noite que vem mais cedo nesta época favorecem uma atitude de recolhimento, de interiorização, após um passeio ao ar livre iluminado pela luz de cada ser presente (lamparinas produzidas por pais e crianças).
TEm um valor simbólico arrebatador.
Fotos em: http://www.flickr.com/photos/iacominvs/sets/72157619352161684/show/

Escrevendo esse texto e buscando informações, descobri que a Festa da Lanterna é uma tradição também na China...Vejam só vocês que miscelânea interessante!!!

Sendo assim, muita coisa me remete atualmente ao 'clima' da cidade de Xining- Qinghai, onde ocorrerá o Campeonato Mundial de Escalada de 2009.
(E a muitos outros lugares de montanha, perfeitos para escalada!)

(Estrutura de boulder sendo montada em Xining)

Muito mais do que escalar e competir, a 'aura' e história que marcam esta região da China me fascina e preenche meus pensamentos....

Qinghai é uma província localizada no noroeste da China, na chamada região 'kham', sendo uma das três tradicionais províncias reivindicadas pelo Governo Central Exilado do Tibete, no Movimento Internacional pela Independência do Tibete. Conta com 6 condados, entre eles, a cidade de Xining, a 2275 metros de altitude.

Esta é uma região caracterizada por um clima frio, principalmente se comparado à maior parte da China no mês de julho!

Linguístas e antropologistas se referem aos povos Kham como um "corredor étnico do sudoeste da China". Por questões de simplificação, o Governo chinês hoje classifica esses vários grupos étnicos 'Kham' junto com os tibetanos, como se formassem uma única nacionalidade - a "Nação Tibetana". Há, porém, significantes diferenças nas tradições e crenças na região Kham, assim como na aparência física dos seus povos.

Contudo, politicamente, a região pertence à República Popular da China desde 1950, sendo Xining um provincial centro político, econômico, cultural, educacional, tecnológico e comercial na China.


Como a região está bem próxima do Tibet atual, "existe uma tendência compreensível em romantizar aquele Tibet que existiu antes da violenta invasão chinesa. Entretanto, é um erro pensar que o Tibet era um Shangri-Lá, onde todos eram iluminados, felizes, vegetarianos e não-violentos. Apesar do Tibet provavelmente dispor da 'mais sofisticada tecnologia espiritual e da melhor compreensão das ciências interiores', não podemos fingir que era uma sociedade perfeita. Ainda tinha um longo caminho a percorrer, antes de trazer para o cotidiano aquilo que parecia dominar no mundo espiritual.

Na verdade, quando examinamos o Tibet com atenção, através de uma visão racional e humanista, temos que admitir que era uma teocracia medieval, onde a democracia, a alfabetização e os modernos avanços da medicina ainda não haviam chegado. O que importa hoje é extrair o 'ouro do minério do Himalaia' — encontrar a essência dos ensinamentos da sabedoria imutável nas encostas pedregosas da cultura asiática, da teologia e da anacrônica cosmologia."

Dizem que com a invasão chinesa do Tibet, foi como se uma represa houvesse arrebentado: de repente a sabedoria tibetana começou a fluir livremente do teto do mundo em direção ao Ocidente.

Com esse sofrimento e na luta pela vida, monges e monjas, lamas e mestres que nunca haviam deixado seus mosteiros de clausura e suas ermidas isoladas tiveram que enfrentar um novo mundo — cheio de homens e mulheres ansiosos para aprender sobre o Dharma. Os mestres tibetanos dizem que se houve um bem emanado da invasão chinesa, este bem foi a disseminação dos ensinamentos para tantos alunos novos.

Com esse breve panorama político-histórico-cultural, impossível não citar mais uma vez a citação clichê abaixo, que encaixa-se perfeitamente em todos os âmbitos da vida do ser-humano:
"No pain, no gain"... rsrsr

Falando em panorama, aí vai um site muito legal com imagens panorâmicas incríveis de lugares como a Pedra do BAú, Avenida Paulista em Sampa, pontos da cidade de Campos do Jordão, entre outros belos points, por onde também andei 'navegando' esta semana...

Alucineeeei!!!

http://www.vistapanoramica.com.br/blog/tag/pedra-do-bau/

POr esta produção destacada aqui na Pedra do Baú, parabéns aos escaladores e profissionais Luciano Corrêa, Fernando Zara e Cesar Roberto.

Muita luz, força e belas escaladas a todos!
Janine

3 comentários:

Vista Panorâmica disse...

Olá Janine, Excelente sua materia sobre a China e Tibet. Parabéns por todo o blog... add aos favoritos!

Rokiara disse...

Jâ!! muito sucesso,muita força e muita luz,pra vc na China!, incrivel essa festa das Lanternas! muitos beijos querida! Rô

Erla disse...

Janine

Fiquei muito feliz em achar sua reportagem sobre a Festa das Lanternas e sobretudo da peça da Menina da Lanterna.
Sou dirigente do Grupo Folclórico Suíço Edelweiss e já encenamos a peça mas agora queremos para 1 de agosto e não acho para ensaiar com alunos novos .
Você tem com conseguir?
Me mande por e-mil erlamaltauro@gmail.com
Atenciosamente
Erla Hobi Maltauro

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget