Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

domingo, 13 de junho de 2010

The North Face Open de boulder - Impressões

Olá Turma!!

O TNF Open de Boulder foi mais um evento que ficou para a história da escalada, reunindo a comunidade de todo o Brasil como há muito tempo não se via!!!
Velha guarda junto com a nova geração fazendo aquilo que mais gostamos: escalar com muita gana!

Não só a empolgação com a presença do convidado americano, campeão de boulder mundial Daniel Woods, como a vontade de realizarmos nosso desafios pessoais em cada movimento proposto, concedeu ao evento ares intensos e de muita vibração!

Foram 32 boulders no festival, com dificuldades diferentes para os desafios marcados com cores específicas que os dividiam em fáceis, moderados, difíceis e muito difíceis, cada qual com uma pontuação.

Os desafios mais casca grossa levaram os participantes ao delírio com algumas cadenas consideradas até então inviáveis, realizadas não só pelo americano, como por alguns brasileiros!

As mulheres também demonstraram sua força com 16 participantes, entre elas a vencedora do festival Thais Makino, seguida da também paulista Andréia Rissi e da americana Courtney Sander em 3ª, que realizaram grande parte dos boulders moderados.

Minha participação, a meu ver, poderia ter tido um resultado melhor, se eu tivesse realizado um dos boulders que tentei pelo menos umas 15 vezes... rsrs...

A vontade de realizá-lo me consumiu, e eu acabei não realizando muitos outros moderados, pontuando mal...

Mas para mim, valeu demais a perseverança e sem dúvida posso dizer que fiz bastante força, usei bastante técnica e fiquei feliz em ver que muita coisa pode ser realizada no que diz respeito à prática do boulder!

Além de tudo, na hora 'h', o medo de cair de mal jeito e me machucar desapareceu, e eu pude focar em cada lance, limitada apenas pelo cansaço de 3 horas contínuas de muita força!

No final do festival, todos estavam satisfeitos de tanto fazer força, porém, para alguns homens, o desafio começaria ali...

10 finalistas foram selecionados a partir das melhores pontuações do festival e partiram para a grande FINAL, que ocorreu em 3 boulders pra lá de difíceis...

Gustavinhos, Irmãos Ouriques, Rafinha, Linha, Ligeirinho, Cesinha, Daniel foram alguns dos finalistas que elevaram os batimentos cardíacos da galera nos boulders montados pelos route-setters Belê, Carlera, Dioguinho, Mink e 'companhia'...

O primeiro boulder foi realizado apenas pelo Daniel e Cesinha, na primeira tentativa.
O 2º desafio foi realizado à vista pelo americano e na 2ª tentativa pelo Cesinha.

E o 3º boulder, decisivo, por pouco não teve a cadena do americano, que não conseguiu fazer o domínio de um positivo, após movimentos extremamente dinâmicos, aéreos e complexos.
Cesinha também atingiu a agarra bônus, mas o americano chegou a ela na primeira tentativa, e somando isso à cadena do boulder nº 2, Daniel levou o 1º lugar no pódium.

No final, grande parte dos participantes continuou no ginásio Campo Base, prestigiando o som apresentado pelos Djs Eliseu Frechou, MB e Claudinho, este último com perfomances alucinantes de tambor, chocalhos, e vozes gravadas ao vivo para agregar às mixagens... Luxo total!

Well... este foi um breve resumo do que foi o evento! Em breve, resultados e fotos do evento no blog:

http://www.thenorthface.com.br/blog/

Obrigada à THE NORTH FACE por mais esse incentivo à escalada! A comunidade inteira agradece!

beijos,
Janine

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget