Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Psicoblocs no Nordeste, Brasil



Olás!

Na última semana tive o grande prazer de conhecer um dos Cânions do Rio São Francisco - o Cânion do Xingó, e praticar Psicobloc no sertão nordestino!

Esse foi mais um lugar mágico que conheci nesse mundão graças à escalada e aos amigos admiráveis que ela me trouxe!

Uma dessas pessoas guerreiras que me proporcionou essa vivência é o escalador Felipe Dallorto, que, com sua companheira Flávia dos Anjos, após desbravar Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro (matéria completa sobre Psicobloc em Arraial na edição 160 da revista Aventura&Ação: http://ecoviagem.uol.com.br/noticias/livros-revistas-e-jornais/revista-aventura-acao/revista-aventura-acao-ed-160-aventura-de-floripa-a-jordania--13020.asp) embrenharam-se pelo nosso nordeste, para descobrir mais um point para a prática do Psicobloc no Brasil!

Para começar, o Cânion do Xingó é lindo por si só.
E um dos seus 'braços mais envolventes' para nós escaladores de Psicobloc é justamente o "Riacho do Talhado", trecho onde estão as paredes que me aventurei, localizado entre os municípios de Olho D`Água do Casado (lado do Bar Show da Natureza) e Delmiro Gouveia (lado em que foi praticado o psicobloc), ambas cidades no Estado de Alagoas.
Conheça mais em: http://www.a-alagoas.com.br/delmirogouveia/index.htm

Toda esta região do riacho oferece paisagens e formações rochosas que guardam vestígios de seus primeiros habitantes há mais de 8 mil anos, com uma água esverdeada límpida, trilhas ecológicas, Parque Temático da Caatinga, vegetação exuberante e fauna diversificada.

Navegar por entre as rochas dessa gigantesca muralha de até 50 metros de altura, e mergulhar nessas águas que atingem até 190 metros de profundidade é um espetáculo!

Encravado no meio do Alto Sertão de Alagoas, a 213 km de Aracaju (capital do Estado de Sergipe) o Cânion do Xingó é uma das mais famosas formações rochosas da região, que segue embelezando a paisagem do árido sertão nordestino.

Ali, faz calor o ano todo, mas o vento forte que sopra de dezembro a janeiro torna a temperatura bastante agradável. Já entre os meses de maio e agosto, chove com muita frequência.

Aliado ao 'rolê' oferecido pelos catamarãs que percorrem o 'Riacho do Talhado', pode-se, além de escalar os diversos setores de escalada de Psicobloc já 'abertos' pelos pioneiros na região, Flávia e Felipe, pisar cenários das andanças do bando de foras-da-lei de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião.

A trilha de Angico, no município de Poço Redondo, por exemplo, leva à gruta do mesmo nome, local onde morreram Lampião, Maria Bonita e mais nove companheiros.

Para completar, é sempre enriquecedor ver de perto a realidade do povo ribeirinho e dos 'assentados' que habitam a região, e sentir no olhar dessa gente a vontade em tocar para frente um turismo sustentável e consciente, atividade que com trabalho e divulgação tem tudo para ser um grande sucesso no Riacho do Talhado.

Filosofia sobre simplicidade, aceitação e muita pureza marcam alguns 'personagens' dessa região, seres humanos que receberam Flávia e Felipe de maneira acolhedora, e continuam receptivos em conduzir-nos por essas águas. Para isso, é importante marcar com antecedência, lembrando ainda que é possível curtir um almoço caseiro 'pé na água' com arroz, feijão de corda, salada e tilápia pescada ali mesmo, e servida no bar SHOW DA NATUREZA... rsrs

Segundo análise do povo local, mais de 80 escaladores já visitaram a região para conhecer as linhas que percorrem o arenito avermelhado e seu mundaréo de possibilidades para escalada...

A divulgação do local é recente, realizada após visita da dupla ao Cânion em julho de 2010.
Na época, sabendo que eu havia me apaixonado pela prática após visitar Mallorca, na Espanha, fui convidada pela dupla a partir para essa exploração também, mas em virtude de viagem para a Copa do Mundo na Europa, não pude ir na ocasião...

Mas, como tudo tem seu tempo, a hora chegou e pude me deliciar com o lugar e finalmente mergulhar em suas águas profundas!

Foi um breve reconhecimento local ao lado também da Luciana Ávila do Esporte Espetacular, para colher material para mais uma matéria sobre escalada, realizada de tempos em tempos pelo programa.



Nele, muitas imagens mostrarão uma Janine bem mais 'hipertensa' do que em qualquer outra escalada ou aventura, rsrs, em virtude dos mais de 15 metros de queda, muitas delas inesperadas devido à muitas agarras quebradiças nas vias ainda 'pouco' escaladas.
http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1434709-7824-PSICOBLOC+UMA+ESCALADA+SEM+CORDAS+EM+UM+PAREDAO+DE+PEDRA,00.html

Apesar de poder desfrutar de movimentos tecnicamente mais fáceis nesses linhas se comparado aos que tenho enfrentado na escalada esportiva comum, muito deles parecem ter um grau de dificuldade mais elevado pelo aspecto psicológico ...
...O receio de uma agarra quebrar atormenta, por um instinto de sobrevivência nato, uma vez que, se o escalador cair de mal jeito na água, dependendo da altura, ele pode se machucar...

Mesmo com esse medo inerente, saiu para mim à vista a via 'Cabra Macho'... via bem aérea e linda demais!
E viva a resistência, pois graças a ela, pude 'desescalar' um dos cruxs dessa linha para diminuir a altura e curtir a queda!.... hehe


Porém, após uma 'queda bem caída', o gostinho de quero mais é inevitável e, aí, agente pensa: "Ô xente, até que dá pra cair de um pouquinho mais alto, vicê"...
Mais uma vez, é só uma questão de adaptação!... (Humm, e de cautela também, sempre!)

Falando em crash-pad aquático, a 'base' de queda das vias abertas no Riacho do Talhado é bastante segura devido às vias negativas, às aguas profundas e limpas, sem esquecer dos barqueiros 'espertos e ligeiros' que nos levam até a base de cada via e removem o barco rapidamente debaixo da via para evitar acidentes!

Eu diria que a prática por esse Cânion é até mais segura que em Mallorca, uma vez que o Rio não oferece ondas como o mar revolto.. Sem contar que a água não é salgada, o que é bem agradável!


Esse visita de apenas 2 dias rendeu uma vivência muito intensa, que merecerá mais que uma postagem!
Aos amantes da fotografia, a visita rende um material sensacional... Levem suas super câmeras e lentes!

Além do programa que deve ser exibido no próximo domingo, no Esporte Espetacular, vale uma matéria para enriquecer ainda mais o conteúdo da revista Aventura & Ação, reunindo impressões, 'águias' da escalada voando por essas paredes (...) e mais dicas práticas para curtir esse paraíso.

Confira relato das conquistas e dicas fornecidas pelos conquistadores em:
http://altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=2415

Obrigada ao Felipe Dallorto pelo convite!
Shooow da Natureza!! ... rsrs
Never Stop Exploring!

Ótimas escaladas a todos,
bj,
Janine Cardoso

6 comentários:

Ramon Ribeiro disse...

Que astral janine!! Fiquei na pilha. Sempre escalei indoor e sempre fiquei viajando em fazer o psico em xingó, mas nunca encarava.. e moro perto(aracaju) e dei esse mole rsss.. amanhã estou indo passar 2 dias em piranhas e pela primeira vez irei me jogar, sentir essa sensacão de liberdade e ao mesmo tempo de cautela rsss..
Abração Janine, keep goin!
Parabéns

Samuel Andrade disse...

E eu estive lá para presenciar o verdadeiro Show de escalada que vc e o Felipe deram nos psicos do rio são francisco... Foi muito bom te conhecer pessoalmente... Espero que volte em breve a Alagoas... Abraços! Atenc: Samuel Andrade

Janine Cardoso disse...

Que shoow esse feed-back Samuel e Ramon! Aproveitem o pico com muita consciência sempre!
Life is gooood!
Abraço e muita paz!
Janine

Janine Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATO disse...

Pra mim foi uma Satisfação imensa em conhecer pessoalmente Felipe e mais ainda Você Janine, e ter tido o prazer de entra no Psico com vcs... Assim como Samuel, Eu também espero reve-la aqui em Alagoas... At.: Renatto Rodrigues (kb-ludo)

Thiago Zanoncine disse...

Janine, quantos dias você recomenda ficar no Xingó? Além do psicobloc, há outras atividades na região?

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget