Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

terça-feira, 5 de abril de 2011

Corujices e DIA D

+ Irmã Coruja
+ Fechando o Setor Corujas, Pedra da Divisa
+ Bloqueio do IFSC para participações oficiais
+ Dia D
+ Respeito às Regras Regionais na Escalada em Rocha

---------------------------------------------------------------------------------

Olás!

O início de abril marca meu aniversário e do meu querido irmão, Alê Cardoso, além de muitos outros amigos escaladores que admiro muito como Eliseu Frechou, Belê, Aleta Nunes, Geraldo Tite... e por aí vai...
Parabéns a nós, que, aos poucos, aprendemos a racionalizar diante do impulso de nos movermos por pura paixão....

Por isso, quero fazer uma homenagem àquele que me apresentou a escalada há 17 anos atrás, e consequentemente me colocou diante de tantos amigos da escalada apaixonados por esse esporte maravilhoso: Meu irmão Ale!

Entre altos e baixos na escalada, com longos tempos ‘off’ devido à ondas de trabalhos e estudos intensos, vira e mexe ele dá o ar da graça em alguma parede, sempre com muitas histórias pra contar, e louco pra escalar....

Só que aí, nessa gana por apertar, as lesões são implacáveis ... É fato que a gente sempre quer desempenhar a mesma performance que teve um dia na escalada, mas é impossível para o corpo segurar essa bronca só com técnica e experiência...

Mesmo para os mais fortes, é essencial o treino de base para fortificar tendões e musculatura específica!!
Difícil colocar isso na cabeça de um ariano com suas impulsividades... rsrs... eu sei bem...
Mas a paixão pela escalada, de alguma forma, é expressada por este artista plástico que nos últimos meses nos presenteou com alguns cliques incríveis!
Confira alguns abaixo:



Crenças e Corujices à parte, após todos esses anos de escalada, sigo menos impulsiva e mais pensante, pois a vida é um aprendizado que nunca cessa...

Em contra-partida, aplico muito mais 'impulso' em diversos movimentos da escalada, tendo conquistado mais explosão em lances de potência que antes pareciam impossíveis de alcançar...

Graças a esse amadurecimento, após me superar na CRENÇA (9c) na Falésia dos Olhos, realizei nesse início de abril a última via hard que faltava no setor CORUJAS, da PEDRA DA DIVISA, também em São Bento do Sapucaí: a NAPALM, 9a.

Na sequência, após a cadena do meu companheiro Massa, escalei novamente a Inércia, 9B, via muito completa, assim como a maioria desse setor!
http://www.escaladabrasil.com/osite/modules.php?name=News&file=article&sid=887
VAleu demais aos conquistadores pelo trabalho até hoje desenvolvido em pró do esporte: http://altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=1413

Não me canso de 'babar' nesta parede do setor Corujas...
É uma formação muito show, bem negativa, atlética, mesclando força e resistência, com um visual incrível, mesmo debaixo de névoa e chuva, como foi o cenário dessa nossa última visita por lá.

Confirmei que é realmente possível escalar com chuva neste setor... Porém, se a chuva estiver contra a parede, a situação complica, principalmente para o segurança (né Marcão!, rs).

Com chuva por tempo prolongado, a tendência é a água escorrer do topo da parede, e ir babando as vias também... De qualquer forma, fica a dica, mais uma vez, de um lugar que merece a repetição de todas as linhas!

Partindo para um outro tema, tratando-se ainda de inércia e de ações por impulso, eu estava controlando a minha impulsividade aguardando para divulgar uma notícia lamentável até que ela se torne definitiva para este ano...

Nessas horas, lembro muito do querido Bernardo Collares, que além de ser um apaixonado pelo montanhsimo, era sempre discreto e cauteloso com tais procedimentos de divulgação...

Contudo, como a notícia foi divulgada em algumas mídias institucionais e sites, com ‘ares de definitiva’, lamento pela tal que parece abalar a participação nacional no campeonato mundial de escalada 2011 que ocorrerá em julho na Itália, assim como em qualquer competição internacional oficial de escalada:
http://www.altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=2845

A situação gerada por problemas burocrático/ financeiros entre Confederação Brasileira de Montanhismo e Ecaladada (CBME) e Federação Internacional de Escalada (IFSC) não surgiu como um empecilho somente este ano.

No ano passado, o IFSC manifestou a intenção de proibição diante das dívidas de países em desenvolvimento, mas ‘perdoou’ a dívida entendendo que a modalidade e entidades que a regem ainda estão em desenvolvimento e evolução para acompanhar a cobrança internacional. Vejam que esse 'perdoar' envolve muita conversa conduzida de maneira educada e profissional entre as partes cabíveis.

Além disso, até então, era de interesse do IFSC que a maior parte de países do Globo participassem dos Campeonatos Mundiais de Escalada, para cumprir uma das exigências do COI (Comitê Olímpico Internacional) que exige um número X de participantes para que uma modalidade se torne olímpica.

Por esta razão, não me soou definitiva a notícia do bloqueio dos 40 países devedores, pois acompanhando a lógica do processo de anos de trabalho, isso parece comprometer o cumprimento do total de países participantes para compôr o cenário exigido...

Sem dúvida, não é fácil ser atleta no Brasil...
Mas ainda assim, é muito bom ser ESCALADOR!
Temos muita rocha pelo Brasil e pelo mundo.

Sem dúvida, a Confederação Nacional faz o que pode para dar continuidade ao sonho de muitos atletas, tendo viabilizado a participação nacional em muitos mundiais, durante muitos anos, mas é preciso reconhecimento da parte da comunidade e, é claro, de empresas tornando-se parceiras da Confederação.

"É... situação muito difícil... Não há esporte forte sem instiuições fortes. Não há instiuições fortes sem associados. Logo, se não há associados não há esporte organizado." (André Dex, via FB)

"É por aí Dex. Temos hoje no Brasil (CBME), apenas 1450 (aproximadamente) sócios pagantes, incluindo todos os clubes e Federações. A grande maioria dos escaladores e montanhistas não se dispõe a pagar uma pequena anuidade de clube. Uma pena." (Silvério Nery, via FB)

Contudo, a realidade nacional atual realmente abala a modalidade de escalada de competição...
Mas não abala a escalada esportiva se praticada com ética e respeito nas falésias nacionais e internacionais.

E isso fica ainda mais fácil quando a comunidade se une em pró de uma causa, incluindo todo e qualquer tipo de mídia envolvida.

Visando incentivar e motivar as pessoas a escalarem nas diversas regiões do Brasil de uma forma que eu me identifico, o DIA D surge como um movimento nacional no dia 1º de maio em prol da escalada, para tentar ajudar a tornar a escalada um esporte mais reconhecido.
Saiba mais em:
http://4climb.com.br/blog/?p=618

Seguindo essa vibe, percebemos que são muitos os escaladores que estão produzindo e evoluindo na rocha, pelo Brasil e pelo mundo, competindo ou não... http://www.8a.nu/

Com respeito às normas de cada setor, muitas vezes localizados em propriedades privadas, seguimos escalando com energia positiva e buscando fazer a nossa parte com consciência!

Hoje, diversos sites e blogs na Internet, mantidos por apaixonados e pró ativos na escalada, disponibilizam regras e cuidados específicos para cada região e setores de escalada.

Sendo assim, acione o famoso Google, etc, consulte a região a escalar, conheça e siga a conduta indicada, adquira seu croqui e desfrute desse esporte que não tem idade!

E falando em idade e escalada na Itália...

Bruno Detassis from ItalianTREK.com on Vimeo.



Beijo e ótimas escaladas a todos nós!
Janine Cardoso

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget