Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Que 'ares' respiram os 'campeões'?

Xeeente...

"Como un animallll".... Eis uma das expressões lançadas na hora de motivar o parceiro de escalada na hora da cadena, inspirados pelos vídeos espanhóis divertidíssimos e motivantes...

E sem dúvida, como 'uma animal' que mira um objetivo e corre atrás dele, a alpinista austríaca Gerlinde Kaltenbrunner chegou nesta terça-feira, dia 23 de agosto, ao topo do K2, segunda montanha mais alta do mundo e uma das mais difíceis também.

"Junto com a conquista do temível cume, veio para Gerlinde a satisfação de ter escalado todos os 14 cumes com mais de 8 mil metros sem oxigênio, tornando-se a primeira mulher no mundo a realizar tal feito."

Matéria completa no link do Alta Montanha: http://www.altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=3029

E com essa conquista impressionante, divago cá com meus botões: Que ares respiram essas austríacas, ó raios!?
A Gerlinde, sem dúvida, respirou ares rarefeitos por inúmeras vezes... Rsrs.. Risos sim, mas com respeito, porque é uma conquista de responsa!

Mas e as campeãs do mundo na escalada esportiva?, Angela Eiter e Anna Stohr, vencedoras em 2011, respectivamente, em dificuldade e boulder, ambas austríacas...

Os depoimentos dos austríacos afirmam que as melhores escaladoras esportivas do país costumam treinar juntas, em equipe.

Um detalhe importante e inquestionável é que Anna Stohr respira o mesmo ar que o seu namorado Kilian Fischhuber, também vencedor de diversas etapas da copa do mundo de boulder... Logo, o parâmetro que 'paira no ar' é alto para ela, então já fica mais compreensível entender como ela voa do jeito que voa nos boulderecos...

Da mesma forma, a Gerlinde acompanha seu marido Ralf Dujmovits há anos, em busca desta realização no Himalaia... Ele já tinha escalado os 14 picos e com certeza um parâmetro assim no dia-a-dia faz grande diferença!

Já a Angela Eiter, outra veterana nos pódiuns da escalada esportiva mundial, é uma mistura de leveza com experiência, calma, técnica, resistência, força, inteligência e perseverança ...

Ela respira e exala ares de recuperação e superação, e fala abertamente sobre seus receios em movimentos dinâmicos por causa de uma lesão no ombro em uma etapa da Copa do Mundo em 2008 que a manteve sem escalar por 5 meses.

Só que graças a isso, ela viu o mundo por outras perspectivas e voltou ainda mais forte, após trabalhar sua motivação, seguir a fisioterapia de maneira disciplinada e ter suporte para voltar aos treinos.

Sobre o time austríaco, a própria Angela afirma: "Nós somos um time muito bom, com bons treinadores, boas facilidades de treinamento, com ótimos médicos e fisioterapeutas. Toda estrutura é boa!... E nós somos realmente uma comunidade de escaladores."

Entrevista completa com a Angela em: http://www.ifsc-climbing.org/2011/Press_Release/press%20release%20_19_Intreview%20with%20Angela%20Eiter%20Lead%20World%20Champion%202011.pdf

Não tenho dúvidas de que somos adaptáveis a tudo e que existem campeões 'em potencial' na escalada esportiva brasileira, mas é certo que, para chegar lá, temos que respirar 'ares' parecidos aos que respiram os melhores do mundo, o que envolve apoio financeiro, emocional, organizacional e união.

Para ser um campeão, é preciso desde cedo respirar os ares de um esporte e seguir 'respirando' cada vez mais profundamente todos os aspectos inerentes a ele...

Por isso, de certa forma, me realiza participar de ações onde a escalada é introduzida de maneira didática sem tabus, como ocorreu na Adventure Sports Fair com as Oficinas de Aventura, e como passa a acontecer esta semana no Programa Aventuras Urbanas, que teve inauguração em alguns CEU´s de São Paulo neste último final de semana frio e chuvoso...

Com oficinas educativas voltadas para jovens de 15 a 29 anos, o programa do Instituto Asas em parceria com o IEE, incentivará a prática de esportes radicais e esporte adaptado.

Além de tudo, nesta oportunidade, pude estar ao lado da Ana Moser, criadora do Instituto Esporte&Educação, e vê-la com a mão na massa para que a inauguração do programa ocorresse da melhor forma possível... Foi um prazer enorme!

Abaixo, um dos convidados da festa de Inauguração do Programa, Aaron Fotheringham, em ação:

Saiba mais sobre o programa em: http://agitosp.wordpress.com/2011/08/23/programa-aventuras-urbanas-abre-640-vagas-para-a-pratica-de-esportes-radicais-nos-ceus/

Outra forma de reunir a comunidade para respirar os mesmos ares, um inspirando o outro, são os festivais e 'Opens'... (Em setembro, teremos o SP Open de Bouder - confira na postagem anterior).

Mais uma vez, mesmo com a chuvarada atormentando, o Festival de Itajubá foi uma oportunidade de reunir a tchurma, estimulando a comunidade!
E, ao que parece, no final, quem queria escalar, encontrou uma 'janela de tempo' para escalar, não é mesmo?

Dentre os feitos esportivos no festival, destaco a cadena do Fábio Muniz, na via Cabra da Peste,9c, à vista... Sacando!

Esse é o Fabinho...veterano apaixonado, dedicando sua vida toda à escalada, assim como Pita, Schen, Belê, Barão, Ralf Cortez, aff, e muitos outros que seguem 'na fé' driblando altos e baixos para seguir 'como un animal' nessa filosofia de vida!

Em breve, tô de volta a Itajubá para respirar os ares da Pedra da Piedade e resolver algumas pendências 'escalafobéticas' nesse lugar maravilhoso...

Por hora, seguem algumas fotos clicadas por lá neste mês de agosto, por Carla Formanek, registrando minha 1ª entrada na via Zica, brincando com móveis na via Fácil e estreando minha camiseta 4climb também.. hehe

Sempre com muito aprendizado, responsabilidade e diversão em cada 'estrada'!




Valeu Carlotinha!

Quero respirar ares que, vez ou outra, me tirem o fôlego e, ao mesmo tempo, exijam que eu use o corpo e a mente em busca de uma solução que me permita seguir respirando profunda e intensamente, com breves momentos de contemplação no meio disso tudo. E assim sucessivamente...

Ótimas escaladas a todos!
bj
Janine Cardoso



Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget