Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Copa do Mundo de Escalada 2013 - Eslovênia

+ Campeões do ano no Overall: Mina Markovic e Jakob Schubert
+ Rokaz Bloc - Festival de Boulder - 30 de novembro - BH
+ Reunião sobre futuro da Escalada Esportiva Nacional - dia 7 de dezembro - às 19 hs - no Espaço BBloc, São Bento do Sapucaí

----------------------------------------------------------------------------------
Oi Pessoal!

É hora de dar um saudoso tchau à Eslovênia, após uma semana para lá de intensa para mim no que se refere ao universo de escalada esportiva de competição.

Primeiramente, vou contar um pouco sobre minha participação nessa etapa derradeira do circuito da Copa do Mundo, nessa rápida trip...


Na sexta-feira, dia 15 de novembro,  fiz meu check-in como atleta - como de costume nas vésperas de mundiais, peguei minhas credenciais e mais uma vez participei como team manager brazuca no briefing sobre a etapa.

Aliás, tudo ocorreu na mais santa paz nessa trip!
Os briefings de campeonatos são sempre ótimos momentos para encontrar amigos de outros países,  dar uma olhadela na estrutura do muro - que eu já conheci em 2008 (mas não lembrava muito bem),  de reconhecer a área, confirmar o caminho que vai do hotel até o local da competição para não errar no dia seguinte, etc...  Nessa hora também, os oficiais de cada equipe recebem as start lists - com ordem de escalada e a confirmação de horários do cronograma todo da competição.

Só para lembrar, nas etapas da Copa do Mundo e no Campeonato Mundial os escaladores escalam duas vias  eliminatórias, ambas em flash (assistindo a escalada dos outros competidores).

Na primeira via eliminatória,  fui a 3ª atleta a escalar, o que por um lado é bom escalar logo no início de uma das listas, pois não rola tanta espera, mas por outro não permite que o atleta assista muito aos atletas anteriores na via.

Realmente, enquanto as 2 primeiras competidoras escalavam, era hora de preparar detalhes como:  concentração, xixi de última hora, ajustes finais  de cadeirinha, sapatilha e magnésio,  etc, para estar pronta na hora exata que a competidora anterior caísse. Se o atleta não estiver atento e pronto ao seu momento de escalada (atrasando o cronograma), ele corre o risco de ser penalizado perdendo pontos.

O aquecimento para essa primeira via foi bom, mas achei que entrei um pouco afobada para escalar, (apesar de que, quando assisti ao vídeo, não parecia que eu estava tão nervosa como de fato me sentia!).

Aos poucos, fui relaxando na via, colocando pressão - às vezes, mais do que o necessário para não cair de jeito nenhum no começo.. rs... Até acho que, se não fosse esse gasto de energia, poderia ter ido umas agarrinhas acima...
Divagações como essa parecem inúteis, mas servem como reflexão para olhar para a próxima via e tentar fazer diferente ou melhor.

De qualquer forma, o fato é que caí tijolada, em um movimento onde peguei na agarra, mas não a ponto de chegar com a energia e tensão corporal necessária para segurá-la.

A ordem de entrada na 2ª via eliminatória acontece segundo uma 2ª lista, que é composta pegando a  primeira metade de escaladores da 1ª lista e posicionando-os  após os nomes que estavam listados na 2ª metade dessa 1ª lista.

rs... Parece confuso, mas enfim: a ordem de escalada da via 2 possui uma lógica para ser calculada e tende a oferecer um descanso semelhante para todos os competidores entre as 2 vias.

Tive cerca de 1hora e 40 minutos de descanso entre as 2 vias - tempo bem suficiente para 'desbombar' e assistir melhor as outras competidoras no próximo desafio.

Entrei me sentindo com muita gana e mais tranquilidade nessa 2ª via, super motivada, talvez por ter assistido mais tempo a mulherada escalando-a.

Contudo, sem dúvida, achei a segunda via mais difícil, pelo menos até onde tive condições de escalar. Os últimos movimentos que fiz foram meio que 'no escuro', achando que não fosse chegar na agarra, muito menos ficar, mas fui tocando do jeito que dava...

Conversando com a escaladora eslovena Mina Markovic, soube que as eliminatórias estavam em torno de 8a, 8a+ francês, com cerca de 35 movimentos, sem contar as costuras.
Os movimentos eram bem boulderísticos, como de costume, obviamente sem possibilidade de descanso.

Após essa 2ª via, desci de cabeça feita e satisfeita,  esperando ficar em último lugar na etapa.
Não é exagero afirmar que, nesta etapa, estava o 'creme de la creme' do cenário de escalada esportiva de competição de 2013... rs

Qual foi minha surpresa, quando conferi  que, entre 41 competidoras,  eu havia ficado em 40ª!

Enfim, nessa ocasião, tanto fazia para mim a colocação, contanto que eu tivesse feito realmente meu melhor conforme minha realidade no momento... Saí realmente feliz, como sempre empolgada em assistir de perto às próximas fases.

SEMI-FINAIS
Ainda no sábado, dia 16, mais à noite,  ocorreram as semi-finais.
 Entre uma fase e outra, aproveitei para conversar com alguns dirigentes do IFSC para expor o cenário competitivo no Brasil e vislumbrar de que forma podemos continuar competindo em etapas mundiais em 2014, uma vez que a CBME optou em ser desfiliar temporariamente da Federação Internacional para 'organizar a casa'.

ORGANIZAÇÃO - ESCALADA ESPORTIVA DE COMPETIÇÃO NO BRASIL
Sobre esse assunto, há muito o que ser debatido ainda no Brasil, mas sem dúvida, é preciso uma boa reforma na casa, com mais pessoas engajadas em focar no desenvolvimento da escalada esportiva de competição.
Para tanto, será realizada uma conversa aberta no dia 7 de dezembro, às 19 hs,  em São Bento do Sapucaí, no Espaço BBloc - https://www.facebook.com/EspacoBBloc .
Quantos mais escaladores esportivos presentes nessa reunião/ debate, melhor para nosso esporte...
Bora lá!

FINAIS E VENCEDORES DE 2013 -Circuito Mundial
As vias finais estavam duríssimas, como sempre.
Mais uma vez, o tcheco Adam Ondra esteve presente no cenário competitivo e deu seu show à parte, escalando a via final com rapidez e eficiência!


 Por pouco, Ondra não repetiu em Kranj o 1º lugar que conquistou na etapa anterior em Valence, França - (únicas duas etapas que competiu em 2013),   mas o austríaco Jakob Schubert deu a gana e mostrou que, de fato, está mais preparado este ano para competições, levando essa etapa eslovena.

De qualquer forma, no ranking geral de dificuldade de 2013, Jakob ainda ficou em 2º lugar, atrás do campeão da modalidade este ano, o japonês Sachi Amma - outra pluma escalando!

Já no OVERALL masculino de 2013 - modalidade que combina 2 modalidades (somando a pontuação do ano, em todas as etapas participadas, podendo escolher 2 entre boulder, dificuldade ou velocidade), o grande campeão foi realmente o austríaco Jakob Schubert, seguido do canadense Sean McColl.
RankNAMENationPoints
1SCHUBERTJakobAUT755.00
2MCCOLLSeanCAN651.00
3AMMASachiJPN507.00
Sem dúvida, cada vez mais considero os resultados do Overall Mundial os mais importantes para mensurar o nome do ano que merece mais destaque no universo de escalada de competição.


No OVERALL feminino, a eslovena Mina Markovic repetiu o feito dos 2 anos anteriores - 1º lugar, competindo tanto em boulder como em dificuldade desde 2011.
Tri-campeã no Overall, por 3 anos consecutivos.
Haja foco!
RankNAMENationPoints
1MARKOVICMinaSLO648.00
2NOGUCHIAkiyoJPN634.00
3ODAMomokaJPN628.00

Outra inspiração incrível nos últimos anos é a koreana Jain Kim que levou mais uma vez o ranking de dificuldade de 2013, seguida de Mina.
Que classe! Que tranquilidade! Que sutileza!

Nesta etapa eslovena, contudo, Jain e Mina não se deram muito bem - ficando em 4º e 3º lugar respectivamente, por causa de um lance mais explosivo - eu diria extremamente desapegado!!

Como se não tivessem muito a perder, as japonesas Momoka Oda e Akiyo Nogushi se lançaram com tudo no tal lance, deram um show à parte e ficaram  em 1º e 2º lugar respectivamente em Kranj.
Espetáculo de final feminina!

Todas as imagens de cada lance e cada escalada podem ser conferidas no site do IFSC ou  atráves dos registros do IFSC.TV no Youtube.
Confira em: http://www.ifsc-climbing.org/

E para quem quiser conferir eu vestindo as cores do Brasil, carregando o número 8 - de fato,   buscando "meu infinito" em cada escalada, segue abaixo o vídeo e o 'timing' em cada via:

Escalando na via 1: dos 9min25s aos 12min33s
Escalando na via 2: de 1h48min24s a 1h51min36s
http://www.youtube.com/watch?v=KGw8zMcO60M





Essa foi mais uma vivência emocionante, extremamente intensa e rápida, mas muito gratificante!

Além do campeonato, desta vez aproveitei a visita a Kranj para interagir melhor com peculiaridades de uma cidade do leste europeu nessa época do ano, dar  boas corridinhas em meio a esse cenário e fotografar..

Agradeço muito à Revista GoOutside pela parceria de trabalho e a toda equipe da Editora Rocky Mountain pela vibração positiva.

Obrigada também aos meus apoios: La Sportiva, 4Climb, Ginásio 90 Graus e Loja e Ginásio Casa de Pedra.

E claro, um obrigado enorme à minha família e amigos sempre presentes na minha vida de alguma forma!


FESTIVAL DE BOULDER ROKAZ BLOC
Aproveito ainda  para divulgar um evento brazuca de boulder super tradicional que, este ano,  acontecerá no dia 30 de novembro em Belo Horizonte - o Rokaz Bloc.
Boulders de V0 a V... , para todos os gostos...
Inscrições até o dia 29 de novembro!
Mais informações pelo telefone: - 31 - 2535-9800.



Kmon e até a próxima!!!

sábado, 19 de outubro de 2013

Final da Copa do Mundo + Rocky Man 2013

- Copa do Mundo de Escalada: HERE I GO AGAIN -  Em nov. / Kranj
+ Associações:  dica de leitura - blog do NAOKI ARIMA
+ Treinamento: Foco COMPETITIVO - 2º semestre 2013
+ Eventos que inspiram: ROCKY MAN 2013 com ESCALADA - nov. / RJ
+ Informação TOP: Guia de Equipamentos Go Outside nas bancas
+ Parceria:  LA SPORTIVA firmando-se no Brasil
---------------------------------------------------------------------------------

Aí vou eu, mais uma vez, rumo à última etapa da Copa do Mundo de Escalada 2013,  que acontecerá nos dias 16 e 17 de novembro, na cidade de Kranj, Eslovênia.

Já estive competindo nesse país do leste europeu em 2006, ano em que mais pude me dedicar a treinamentos desde que me conheço por atleta, graças, principalmente,  a um patrocínio da Brasil Telecom, com acompanhamento do atleta André Berezoski na época.

Kranj é a 4ª maior cidade da Eslovênia,  localizada a 20 km da encantadora capital Liubliana (foto abaixo), e já há alguns anos sedia uma etapa da Copa do Mundo, normalmente  a derradeira.


Em 2006, minha visita por lá foi marcante, pois além de nunca ter pensado antes em viajar para tal país, a trip teve a carona divertidíssima do atleta tcheco Tomás Mrazec e de sua mulher, que nos conduziram desde a cidade sede da etapa anterior - Penne, Itália - até Kranj.

Subimos de carro percorrendo boa parte do leste da 'bota italiana', paramos em VENEZA e tocamos para a Eslovênia, ali do ladinho direito do mapa...
Foi realmente um rolê espetacular!

Fisicamente eu estava forte, em um ano em que havia alcançado outras vezes as semi-finais da Copa do Mundo.
Contudo, talvez por tudo isso, foi uma etapa onde me senti muito ansiosa na noite anterior.
Lembro bem da insônia, rolando de um lado para o outro na cama e do meu estado de exaustão ao entrar na via eliminatória da etapa.

Em contra-partida, serviu como uma experiência inesquecível, não só para buscar caminhos para controlar melhor a ansiedade pré-competição, como para interagir mais com escaladores internacionais após o campeonato e conhecer um 'tico' da Eslovênia.

Já neste ano de 2013, sinto-me com uma cabeça bem diferente de 7 anos atrás em diversos aspectos.
O preparo tem sido bem diferente para competir também.

Acredito que o  tempo tem sido mais bem aproveitado, as planilhas de treino estão enxutas buscando um encaixe na minha realidade profissional,  os treinos têm sido conduzidos e supervisionados por mim mesma  e a cobrança pessoal tem sido menor.

Isso não quer dizer que estou 100% garantida de não sofrer uma puta insônia novamente na noite anterior... rs...

Mas, pelo menos, já sei que isso pode acontecer e é normal, principalmente quando a cobrança é muito grande.
Neste caso,  talvez saiba enfrentar com menos desespero a competição após uma noite mal dormida.
Tentarei, é claro, algumas artimanhas naturais para ter deliciosas 8 horas de sono na noite anterior.

Outro detalhe que vai marcar a etapa na Eslovênia será o frio... Brrrr...
Os meteorologistas da Europa e dos EUA afirmam que o próximo inverno na Europa será o mais frio dos últimos 100 anos.

 De acordo com os peritos, o Velho Mundo irá enfrentar "ventos gelados da Sibéria" ... 
Parece que será um "Apocalipse Branco", com auge em janeiro, fevereiro e março, especialmente nos países da Europa Central e Oriental. 

Estarei por lá um pouco antes dessa época, mas já estou pensando nos casacos mais quentinhos que tenho para colocar na mochila.. Brrrr... again & again!

TRADIÇÃO E REUNIÃO DO IFSC
Estou empolgada para participar dessa etapa não só para manter a tradição de competir desde 1994 em campeonatos de dificuldade, como para representar o Brasil em uma reunião oficial do IFSC (Federação Internacional de Escalada Esportiva) que falará sobre organização de campeonatos e futuros projetos esportivos.

Para mim, essa oportunidade é ainda mais especial por acontecer em um ano no qual os campeonatos de dificuldade no Brasil acabaram não acontecendo pela falta de apoio e estrutura nacional, o que tem sido discutido pela CBME (Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada) buscando formas de melhorar o cenário a longo prazo.

Para agregar a esse tema, li este mês um texto bacana do escalador e fotógrafo Naoki Arima, que  fala de forma pragmática e sensível, em tom de desabafo, sobre o papel de uma associação:  http://naokiarima.com/blogwp/associacao-de-escalada-nao-e-por-r-1000/
Fica a dica de leitura para nos fazer pensar!

Sobre meus treinos de escalada,  apesar de estar cada vez mais envolvida com a vida profissional, mantive uma boa base de escalada durante 2013.

LOGÍSTICA 
Para viabilizar essa breve viagem, desacelerei na rocha desde o começo de agosto, pensando principalmente, em recuperar todas as pequenas lesões que pudessem comprometer um ciclo de treino mais específico por cerca de 3 meses, caso competisse em Kranj.

Consciente de que a realidade financeira brazuca na escalada não supre nem minhas necessidades básicas (o que dirá minha vontade em competir na Copa do Mundo.. rs), tenho encaixado com disciplina horas de treino em meio a trabalho em tempo integral, o que, com toda certeza, compromete um pouco a performance.

De qualquer forma, tem me realizado bastante conduzir esses universos juntos e  não deixo de buscar melhorar meu desempenho conforme minha realidade permite.

Preparação física, sem dúvida, é importante nesse momento pré competição, principalmente para chegar  o mais confiante e 'preparada' possível, ajudando, por tabela, no preparo psicológico.

Hoje em dia, meus treinos de escalada são adaptados  acompanhando a rotina profissional e a maternidade, e envolvem cerca de duas horas de escalada, normalmente 4 vezes por semana.

Graças a  conhecimentos que fui adquirindo em contato com atletas da Espanha,  treinos com o Belê em 2006, com o César Grosso em 2010 e muita leitura e pesquisa sobre métodos de treinamento de atletas internacionais como Maja Vidmar, Eva Lopez, Robin Ebersfield, Mina Markovic, entre outros, aprendi a otimizar o tempo de treino.

Ainda estudo o que funciona para  mim, seja sobre escalada, exercícios compensatórios, corrida, questões psicológicas,  alimentação e descanso...
Enfim, não canso de re-aprender a montar meu dia a dia como esportista, pois esporte é algo que desde sempre me equilibra.

Além de buscar manter uma base sólida,  sou cada vez mais racional tratando-se de escalada, o que de certa forma me preocupa,  porque o que escalador gosta mesmo é de sentir paixão! rs

Porém, em alguns momentos, paixão demais, ansiedade demais, impulsividade, pressa demais são sentimentos que atrapalham  d + também!!! rs

 Enfim, me parece que entregar-se com tudo na hora errada pode colocar tudo a perder.
 Então, acho que aprendi na marra, a ser contida em alguns momentos...

Logo, não descuido da 'preparação' de base quando tenho qualquer evento específico se aproximando.

Falando com mais detalhes sobre isso, vocês podem conferir uma postagem do Cesinha em seu site, com um texto que ficou bem didática para começar a trabalhar essa tal 'base', seguir para a fase de mais carga e então, dar tudo no seu 'projeto':  http://cesargrosso.wordpress.com/2013/10/03/como-planificar-o-treino-parte-2/

Nem sempre é simples seguir um planejamento, pois não é raro lidarmos com  adversidades que nos impeçam de treinar com perfeição absoluta, como rotina de trabalho, compromissos familiares, lesões,  etc.

LESÕES
No caso de lesões, por exemplo, o melhor é sempre respeitá-la ao mínimo sinal possível.  No início de agosto, por exemplo, senti uma inédita e breve dor no ombro no dia seguinte a um dia intenso de escalada.

No mesmo dia, fui atrás de infos a respeito, consultei um médico especialista e conversei com alguns fisioterapeutas amigos que me auxiliaram de forma bem eficiente.

Descobri, então, que estou totalmente 'no lucro' por  nunca ter sentido dor intensa no ombro antes, pois é algo bem comum em esportistas que realizam movimentos repetidos e em exaustão por muito tempo.

ROCKY MAN 2013 - ESCALADA INCLUSA
Com o incômodo do ombro tratado, considerei, a princípio, apenas focar na melhora de performance na corrida e manter a escalada em dia sem muita carga para participar da 2ª edição do Rocky Man 2013, nos dias 8 e 9 de novembro no Rio de Janeiro, contando este ano com a escalada como modalidade!!

Porém, com a oportunidade consolidada de viajar, acabei fechando a participação na Copa do Mundo em Kranj, mesmo sabendo que teria pouco tempo de treino mais específico.

Com isso,  pensando em evitar qualquer nova lesão 1 semana antes de viajar, optei em não participar do Rocky Man, mesmo porque as equipes  e a prova  de corrida são  muuuuito TRETA e minhas pernocas de escaladora esportiva não estão preparadas.. ainda! rsrs

Porém,  pretendo prestigiar sempre de perto essa prova incrível,  acompanhando as 20 equipes convidadas - 5 delas internacionais presentes neste evento multi-esportivo que promete, mais esse ano, embelezar a cidade do Rio de Janeiro e motivar muita gente a se superar!
Confira detalhes no site da prova: www.rockyman2013.com.br

GUIA DE EQUIPAMENTOS GO OUTSIDE 2013
Paralelamente aos treinos,  estive envolvida com o GUIA DE EQUIPAMENTOS GO OUTSIDE 2013, edição de outubro da Go Outside que já está nas bancas.

Não é de hoje que babo na revista, que além de tudo abraça a escalada na maior parte das edições, valorizando os  atletas brasileiros e mundiais com seriedade.
Carinho sem palavras por toda essa equipe...

Reunindo parcerias, amigos e a mais alta tecnologia para performance esportiva, a La Sportiva não poderia estar fora desse Guia, através de uma de suas 1ªs divulgações em mídia impressa no Brasil.
Fazer parte desse time está sendo um grande prazer para mim!

Valeu Fernando Lessa pela foto de escalada e Rodrigo Albano pela arte do material: trabalho fino!

Por causa desses 'tópicos',  minhas escaladas em rocha  ficarão praticamente suspensas até a volta da Eslovênia, assim como as postagens por aqui...
Mas quando eu vier, será de coração!

Já fiquei em último em copas do mundo, já passei para a semi-final em 12º lugar, já escorreguei, já tive noites boas, noites ruins, um monte de sensações em diferentes fases da minha vida como atleta...

Por isso, mais uma vez,  vou de peito aberto em mais essa, com tudo ou com o pouco que tenho,  buscando dar meu melhor...

E já que essa postagem teve momentos de  'retrospectiva', nada melhor que sonorizar com essa música do Whitesnake que marcou meus 1ºs anos de escalada, presente em Sampa no mês de outubro.



Agradeço muito àqueles que estão sempre me ajudando de alguma forma: 4CLIMB, La Sportiva,  Editora Rocky Mountain, Casa de Pedra, 90 Graus, família e amigos...

Vamo que vamo, com dignidade e paixão!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Força feminina 'extra' na Serra do Cipó

Nossa! O tempo realmente 'voou' desde minhas últimas linhas  por aqui....
Parece que foi ontem que voltei da Serra do Cipó no final de julho (postagem anterior) e o cenário de agosto não foi diferente...

Felizmente, o 'clima' tem sido de deja vu graças a algumas idas e vindas para lá...
Cada vez mais, sinto-me em casa nesse lugar!

Desta vez, me programei com antecedência para literalmente 'voar' para o Cipó e  prestigiar o Encontro Yoga Climbing, organizado pelo Espaço Mandalla  em parceria com as escaladoras Daila Ojeda (Espanha) e Olivia Hsu (Estados Unidos).

Pensando, especialmente, em integrar minha filha ao universo da escalada feminina durante um evento que me parecia bastante acolhedor e motivante,  a aposta foi um sucesso.

Foi especial, não só por reencontrar a espanhola Daila -  presente no Brasil principalmente para produzir algumas imagens de escalada para a marca Prana em meio às belezas do Rio de Janeiro e Serra do Cipó, como para conhecer de perto a delicadeza e força da americana Olivia  - mestre em Yôga que conduziu duas aulas durante o final de semana do encontro.


Outra boa surpresa foi conhecer melhor também, posteriormente, a escaladora americana Colette Mcinerney - fotógrafa e videomaker engajada, com uma vibração para lá de positiva tanto na base das vias, como durante bate-papos regados a vinho.

Conheci a Daila em 2006 na Espanha, em um campeonato nacional onde participei como convidada. Na época, conversamos sobre competições e escalada, e ela já dava sinais de que seu universo girava em torno da 'roca', descartando continuar competindo por muito tempo.

Até hoje, ela emana uma mescla de leveza, força e humildade. Foi um enorme prazer passar uns dias com a Francine Gomes, ao lado de outras escaladoras brasileiras que transmitem  essa mescla como a Roberta Loureiro, Rafaela Discaciati e a Claudia Heringer.
Admiração mútua ultrapassando fronteiras.

A oportunidade de mergulhar nessa vivência ao lado da minha filha fez o meu mês!

Senti que  todas nós vibramos em uma sintonia e ritmo muito parecidos, principalmente quando o assunto é maternidade, mesmo com realidades de vida e rotina um pouco diferentes.

Tenho certeza que muitas outras mamães escaladoras que não puderam estar presentes desta vez sentiriam-se acolhidas e felizes também!

(A foto abaixo não nega a essência feminina... rs)


Apesar de estar em um mês desacelerado de escalada para recuperar uma tendinite no ombro e voltar aos treinos em setembro, acabei me rendendo a essa vibração  na rocha no final de agosto, o que  foi bastante gratificante.

Mesmo assim, deu para conhecer, xingar um pouco as agarras machuquentas e dar a gana na cadena da via 'Codigo de Conduta' - 8c durante uma bela manhã e provar outras vias mais difíceis de forma mais defensiva para proteger o ombro.

Outro aspecto motivante para voltar ao Cipó em agosto foi acompanhar o Massa durante o trabalho de um de seus projetos - a via Super Heróis, 10a. É sempre incrível assistir essa linha sendo escalada lá de cima do camarote!

Para completar, pude presenciar o escalador e brother da 90 GRAUS Diego Teté escalando pela primeira vez, em flash,  a clássica Lamúrias de um viciado, experiência que transcende e transmite a mais alta energia positiva  para quem assiste...

Porém, com certeza,  o momento alto para mim este mês foi acompanhar a escalada da minha filha em algumas vias do Vale Zen, como na Ensino Fundamental (5º SUP) -  fotos abaixo por Vilmar Machado.



Posteriormente, ela experimentou até o fim  a via Estriquinada, 6º grau - aberta recentemente pela fanática escaladora Rafaela Discaciati.
Voltando à rocha (ufa!), também provei essa linha que ficou fantástica!

Valeu demais à família do Espaço Mandalla:  Francine Gomes, Wagninho Borges, Sueli Gomes e Vilmar Machado pela organização do encontro Yoga Climbing, pela receptividade e deliciosos jantares de confraternização!

HAM SALAM - 8c+ por Eduardo Barão
Ainda na Serra do Cipó, o grande destaque de agosto nas vias foi a cadena do escalador brasileiro Eduardo Barão na via 'Ham Salam' no VALE ZEN, cotada como possível 11b (Br), 8c+ (Fr).


Especialista em 'superar-se', essa foi mais uma conquista suada, reflexo de muita dedicação, foco e motivação!

Me sentindo cada vez mais renovada, acabei abrindo novos projetos no Cipó e o impulso de encaixá-lo novamente como cenário no mês de setembro é forte!

Por enquanto,  os treinos seguem em Sampa, após estudos e adaptações de treinos compensatórios e nutrição funcional, sempre buscando evoluir com saúde, na escalada e na vida.

100ª EDIÇÃO DA GO OUTSIDE
Falando em leitura, confiram este mês nas bancas mais um trabalho que realizei  para a Revista Go Outside,  escrevendo uma matéria sobre os desafios de escalar o K2  - a Montanha da Morte.

Alta Montanha não é 'minha praia' dentro do montanhismo, contudo,  após muita pesquisa e algumas entrevistas,  o resultado ficou bacana para quem, como eu, se interessa por assuntos relacionados à superação nos esportes outdoor.

Além dessa matéria, a centésima edição da revista está um show,  com a admirável atleta Maya Gabeira representando a força feminina e a superação na capa de setembro.


COPA DO MUNDO DE ESCALADA DE DIFICULDADE 2013
Ainda sobre superação, é inacreditável como escaladores como Ramon Julian ainda conseguem nos surpreender  durante o cenário competitivo.

No último final de semana, o espanhol Ramon  nos deixou mais uma vez boquiabertos com sua escalada na via final, durante o Arco Rock Máster, na Itália.

O vídeo de sua espetacular escalada pode ser conferido no link: http://www.youtube.com/watch?v=HY7vZUtbjI8, ou através da postagem no blog do brazuca Cesar Grosso, que também participou  deste tradicional evento este ano, e conta algumas curiosidades sobre a competição.

E falando em competições, por enquanto estou focada no Campeonato Mundial de 2014, modalidade dificuldade,  que acontecerá em outubro na cidade de  Gijon, Espanha, mas não descarto participar de uma etapa da Copa do Mundo ainda no final deste ano.

Para mim, é sempre deslumbrante e enriquecedor acompanhar de perto tantas feras da escalada mundial superando-se nas vias, seja na rocha, seja em campeonatos. Tudo dependerá de algumas parcerias, evolução nos treinos e resoluções pessoais e profissionais.

Bora treinar, então, sempre desfrutando dos amigos e companhias singulares que a escalada nos contempla! Seja como for, isso já é uma enorme riqueza.


Bons ventos!!!

domingo, 4 de agosto de 2013

SUPER BODINHO


Clima perfeito, mato, natureza abundante, qualidade de vida, muita ação, amigos, amor,  introspecção e expressão através da mais pura escalada esportiva em rocha...

Tudo isso a gente sempre encontra na Serra do Cipó durante meados de julho e não foi diferente nas duas visitas que fiz por lá nesse último mês.

No feriado paulista do dia 9 de julho (Revolução Constitucionalista de 1932), a ideia era  escalar novos desafios 'cipoenses' e encontrar meu companheiro Massa e os amigos Renatinho 'Mineiro', Felipe 'Regletinho', Lais Akamine, Garrinha, Wagninho, Fran,  Fei, entre outros muitos que já andavam por esse paraíso.

Uma das possibilidades de escalada que me atraía por lá desta vez era o trabalho de parte da via 'O Bode ainda Bufa' (10a), que possui  uma movimentação inicial variante da 'Linha da Vida' (10a), emendando nela após o boulder inicial.

Contudo, as propagandas sobre as recentes maravilhas do VALE ZEN - novo setor acima do Grupo3, me tentaram consideravelmente...
De fato, não me aguentei e fui prová-las!

O setor já conta com muitas vias lindas de diversas graduações (Br) como:
Arco Peledo (9a), Arco do Poder (9c), Nirvana (8c), Rarefeito (8c), Opinião Pública (8b), Sob Pressão (8a) Avenida Brasil (6º sup), Flash Black (7a), Operário Padrão (8b), Gigantes pela Própria Natureza (7a), Tequila Sexo e Marijuana (9b), entre outras.

Algumas delas, tive tempo de escalar para me aclimatar e já dar uma gana na cadena!
Entre elas,  achei a  via ARCO PELEADO (foto abaixo) marcante por percorrer uma fenda perfeita no teto.


Inspirada pelas cadenas do Gabriel Jansen e do Lucas 'Garrinha nesse Arco,  aproveitei que a via estava equipada e dei um pega no final do dia para conhecê-la.

No dia seguinte, cheguei empolgada para escalá-la novamente e  a  belezura estava desequipada!
 :-/

Felizmente, a via é bem fácil de equipar, seja com:
- um clip-stick do chão, já que o Arco não é muito alto e por isso as proteções são próximas para minimizar o risco do escalador bater no chão em uma das quedas;
- ou sacando durante a escalada,  o que resolvi fazer.

Betei mais uns detalhes enquanto equipava e a cadena saiu na entrada seguinte com a segurança 'zen' do Marcinho na base.
Via incrível!!!


Estava realmente difícil focar no meu 'Bode' com tanta novidade interessante no Cipó!! rs...

Além do Vale Zen, existem ainda novas vias no novíssimo setor 'República Chilena', abertas pelo escalador Alexandre Fei  e companhia pilhada nas conquistas, como escaladores do Chile e México que andam pirando nas rochas brazucas....

Por aí,  inclusive o Massa conquistou mais uma via - a 'Lobo em Pele de Cordeiro' (9a/b), localizada à direita das novas linhas Pinche Cabron (8c) e Muleke Mexicano (9a)...

Com tanta andança, não tive oportunidade nessas duas visitas de conhecer nadinha do também recente setor 'Sete Anões', ali perto do Vale Zen.
 São sempre muitas razões para voltar ao Cipó!

BODE
No penúltimo dia desse feriadão  no início do mês, entrei com mais foco na 'Bode', que, 'a pedidos',  já havia sido equipada de cima pelo Massa após sua cadena da Sequelados (9a).

Dividi a via em partes na minha cabeça,  pensando em, quem sabe uma hora, emendar no teto da Super Heróis caso chegasse à base do boulder final (no qual não sentia nenhuma confiança ainda para realizar na cadena).

Após estreitar um pouco mais os laços com esse projeto, desci da via e acabei me empolgando em experimentar até o final a clássica 'Morfina' - 9a, em um night climbing incrível!

MORFINA
Eu havia entrado na Morfina pela 1ª vez há um bom tempo atrás sem nenhum resto de potência para tentar o crux dinâmico, após realizar a Champignon (8c) ali do lado.

Desta vez, de head-lamp e com os betas do Massa que havia encadenado a via alguns dias antes, isolei a linha até o final. Escalada deliciosa com o céu estrelado!

Após mais uma betada com a luz do dia na manhã seguinte,  a 'Morfina' saiu com um sonoro 'poc' no copinho do crux para fechar o feriadão pra lá de Zen!

Sabendo que iria ter 'chorinho' de Cipó nos últimos dias do mês, voltei para Sampa em uma viagem bem tranquila de carro.

'DODÓI'
Instalada na rotina paulista, coloquei alguns trabalhos em dia, pensando em viajar com minha filha no final de semana para algumas trilhas na montanha...

Porém, essa acabou sendo a semana em que eu poderia dizer de boca cheia: - "Que Bode!"
Explico:  uma tosse chata, típica de inverno,  incomodou ambas - mãe e filha, com direito a pronto socorro pediátrico na madruga...

Sendo assim, esses dias de julho acabaram sendo de visitas a pediatra,  muito chazinho, medicamentos e chamego no aconchego do lar cuidando da minha filhota ainda mais dodói que eu...

Com a saúde reequilibrada, chegou a hora de re-encarar um belo 'Bode' lá na Sala da Justiça!

SUPER BODINHO
Massa e eu viajamos mais uma vez para  o Cipó no último final de semana do mês. Apesar das tentações de experimentar novas linhas, consegui priorizar um pouco mais a via 'o Bode ainda Bufa'.

Contudo, eu estava muito inspirada para escalar a parede toda da Sala da Justiça  novamente, principalmente após a 'vibe' da cadena do Gabriel Jansen, da Bibi e do Mineiro  no belíssimo negativo da Super...

Após um pouco de  trabalho na via, cheguei ao meu 1º objetivo na cadena e resolvi tentar passar o lance que pensei que pudesse me derrubar. Para minha surpresa, consegui passá-lo também sem cair.

Aproveitando a oportunidade, fui administrando os lances seguintes até a base do crux final da 'Bode/Linha da Vida',  onde a linha utiliza umas agarras em comum com a Heróis da Resistência, 9c.

Sem ter malhado o crux final da Bode/Linha (+- V6 curto), resolvi abraçar a opção de tocar para o crux da 2ª parte da Heróis que já é meu 'conhecido'.
A partir daí, me senti  confiante até o final da Super, tendo o prazer de mais uma vez finalizar a canaleta até o cume!

Chamei essa linha de  SUPER BODINHO - mais um 10a variante  na Sala de Justiça....
Alguns dias depois, o escalador Fluber me informou que além de ter feito  'O Bode anda bufa na Super heróis' (10b), também já havia feito essa emenda!

Com o nome aprovado, taí mais uma opção legal de percorrer toda essa parede linda para quem estiver com a resistência em dia.

Foto abaixo por Marco Scallabrine Jr. (kinho)

Com energias renovadas, a rotina na babilônia segue normalmente respeitando um breve período de 'climb rest' providencial no início de agosto, aproveitando ainda a energia revigoradora do sol, o foco nos trabalhos jornalísticos e a calmaria do lar doce lar!


Mas, sem dúvida,  já estamos ansiando pela próxima dose de rocha!!!

Valeu demais ao Wagninho e à Fran, proprietários do ESPAÇO MANDALLA, pela hospitalidade sem igual, jogo do Galo, jantares, filosofias e vibração positiva no Cipó!

Valeu também a parceria: Massa, Renato 'Mineiro', Laís Akamine, Felipinho, Garrinha, Thiago Moraes, Bud, Danilo Herek (e suas massagens terapêuticas incríveis!!), Barão, Rafa, Fei...

Parabéns a todos pelas realizações pessoais...
 Foram muitas razões para comemorarmos esse mês, não é mesmo?

Entre algumas batalhas e conquistas que nos fizeram vibrar juntos esse último mês no Cipó, estão:
Laís com Festinha de Criança / Massa com Sequelados e Morfina/ Renato Mineiro com Heróis da Resistência 9c/ Gabriezinho com Super Heróis e Sombras/ Bud com Heróis/ Garrinha com Poltergeist, Sombras e Ética Decomposta/ Rafa com Escamoso/ Barão com Comando Vermelho/ Wagninho com 'Lobo em Pele de Cordeiro'... Vixe, entre muitas outras!


Um 'kmon' especial ao Felipinho 'Regletinho' que, além de ter me dado a impecável seg da cadena da 'Super Bodinho', no auge dos seus 14 anos, realizou a via Heróis da Resistência (9c) este mês, em sua 1ª climb trip ao Cipó...


Valeu demais, lekinho...
Desde sempre: "Não procures um prêmio, pois tens uma grande recompensa sobre a terra: a alegria espiritual que só o justo possui."

Abusemos, assim,  da mais pura e sincera forma de expressão que cada um encontre dentro de si em busca da  plenitude...

 Fluindo nesse caminho esse mês,  ao som de Nicolas Jaar - ENCORE
Nicolas Jaar - Encore from ZacGk on Vimeo.

Até a próxima, com saúde e  vibrações positivas a todos nós!

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Sutileza e conexão: elementos essenciais para a EVOLUÇÃO

+ Climb Party: Criançada 'evoluindo' na CASA DE PEDRA
+ Cadena:  EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES, 9c -  Olhos
+ Parceria  BEAL: corda Joker, 9.1
+ Fast Rock Trip: Gruta de  PASSA VINTE
+ Trail & Running; Tênis Electron da  LA SPORTIVA
+ Copa do Mundo: Briançon, França - 19 e 20 de julho
----------------------------------------------------------------------------------

O mês de junho é, para mim, sempre um mês de muitas comemorações, não só pelas festas juninas e término do 1º semestre escolar, como pelo aniversário da minha filhota que este ano completou 10 anos.

O 'festerê' comemorativo dessa década de vida foi na Casa de Pedra Perdizes, incluindo muita escalada para a criançada (e muitos pais descobrindo os prazeres da prática!), tiroleza, balanço, escorregas e brincadeiras ao lado de amigos e família.

Obrigada a todos os pais e amigos presentes que,  com certeza, fizeram esse dia ainda mais especial para a Manu...
Amor e gratidão que não se mede...

Taí mais um momento repleto de sutileza ao lidar com esse universo infantil no qual conexão é a chave para 'enxergar' cada criança na sua totalidade!

Sem dúvida alguma, a maternidade é  uma benção...
E nada melhor do que  dividir o universo que nos inspira ao lado de pessoas que amamos, não é mesmo?
É sempre importante lembrar e valorizar esses momentos.


Ao mesmo tempo que recordava essa data tão especial aqui nessa postagem, me dei conta que a Casa de Pedra também comemora mais um aniversário nesse mês de julho, completando 15 ANOS de muita escalada e evoluções!
PARABÉNS, CASA DE PEDRA, Alê Silva e  toda equipe pelas superações vividas nesse percurso repleto de desafios!

Paralelamente a esse universo indoor, para  deixar meu mês de junho ainda mais agitado, separei 2 dias para dar a gana na via Evolução das Espécies (9c), localizada na Falésia dos Olhos, próximo a São Bento do Sapucaí.

EVOLUÇÃO DAS ESPECÍES, 9c - Trabalho e Cadena  (fotos abaixo: por Massa e Lucas 'Hard')
Essa foi uma via pela qual que me apaixonei logo de cara!
Porém,  desde minha primeira entrada no ano passado, por diversos fatores, acabei experimentando-a esporadicamente, sem manter a devida constância.

Desde sempre percebi que a 'Evolução' exigiria de mim  foco para não 'perder a mão' na sua sequência de crux boulderístico e uma dose extra de 'sutileza'  em um lance específico.



A via está localizada logo à esquerda da clássica Sikadura, 9b, e oferece uma movimentação tranquila até sua 4ª costura que deve ser um 7b. Nesse ponto, existe uma agarra de descanso onde se pode recuperar totalmente a respiração e  partir rumo à regleira que compõe a sequência de crux.

Minha vivência com o trabalho desse crux fez com que meu corpo buscasse o encaixe e equilíbrio de forma realmente sutil, como funciona no trabalho de alguns boulders.

Após isolar toda a sequência de crux, (que ao meu ver, parece que fica entre V6 e V7 até o término rumo a um outro agarrão de descanso), resolvi abraçar um dia descanso e, finalmente,  ir tentar novamente sem dar tempo da conexão cair...rs...

Graças a essa oportunidade nesse mês tão 'movimentado',  a cadena saiu com bastante leveza, me sentindo sólida no crux, focando nos movimentos de  continuidade até o final!
Via linda demais, recomendo!!

PARCERIA BEAL/CASA DE PEDRA
Além de tudo isso, não posso esquecer de citar a leveza da corda da cadena: Beal, Joker 9.1!
Com apoio da loja Casa de Pedra, estreei minha parceria com a  Beal utilizando essa belezura,  que fez a diferença na Evolução das Espécies.

Saiba mais sobre a Joker em: http://www.casadepedra.com.br/corda-dinamica-beal-joker-91mm-1084.aspx/p


GRUTA DE PASSA VINTE, MG  (fotos por Renato Passos)
Ainda no mês de junho, a Joker foi passear comigo lá na Gruta de Passa Vinte também...

Essa foi uma trip tipo 'brinde' neste mês para mim, afinal, eu e a escaladora Laís Akamine resolvemos 'em cima da hora' (literalmente, um dia antes)  aproveitar o último final de semana para conhecer essa meca!

Nessa decisão de viagem, ponderei que, para mim,  a escalada no sábado não renderia muito porque havia treinado forte na 5ª feira.

Sendo asim, dirigi tranquilamente no sábado por quase 5 horas (incluindo um trânsito matinal na saída de Sampa) pensando em aclimatar na Gruta no final do dia e voltarmos com tudo no domingo.
Viagenzinha de carro deliciosa, por sinal!

Por lá, encontramos os máster brothers Renato Mineiro,  Juliano Magalhães, Bud e Camila, que nos auxiliaram na logística para chegar à Gruta.

Vale divulgar por aqui também que todos os betas para chegar e escalar na Gruta podem ser conferidos no Guia,  que pode ser adquirido através de download no site: http://rocktripresende.blogspot.com.br/2011/10/guia-de-escaladas-gruta-de-passa-vinte.html
Trabalho impecável do Juliano Magalhães e companhia!

A ideia era conhecer algumas vias de 8º grau (que já possuíam fama de serem fodásticas) e, caso rolasse cadena, começar a trabalhar algum 9º grau.

Nessa breve visita, saiu para mim a cadena à vista da linda Soco Inglês (7b Brasil)  que usamos como aclimatação e aquecimento na Gruta...


E, após a indicação e betas do Renato 'Mineiro', do Rodrigo 'Bud' e do Roberto Izidoro, saiu a cadena da clássica Gênesis (8c Brasil), de 3ª entrada (fotos abaixo).
Valeu demais, turma!




Vídeo da escalada da Gênesis filmado e editado pela Laís... Valeu, Lalá!!
Janine Cardoso - Gênesis 8C BR (7b+ fr) Gruta Passa Vinte from LNA on Vimeo.
Na gana e foco, a Laís também realizou a Soco Inglês de 3ª entrada (abaixo) e conheceu a Gênesis... Kmon!


'Pirei' em alguns 9ºs, como a The Glands (9a Br/9cBr),  a qual tive o prazer de dar a seg da cadena ao Renato Passos (9aBr),  a Sombra e Escuridão (9bBr),  a Goela Seca (9aBr), a Toca de Sadu (9bBr), entre tantas outras lindezas dessa gruta incrível!

A Gruta é realmente espetacular e futurista... É de abrir os horizontes, sem falar na sua beleza e imponência...
Com certeza, é um point importantíssimo para a evolução nacional que valerá muitas visitas!

Valeu Laís Akamine pela parceria nessa rápida e deliciosa 'Rock Trip', ao Mineiro pelas fotos e parceria também e Juliano pela  vibração positiva de sempre...

Nesse final de semana, pudemos presenciar ainda  os escaladores internacionais Enzo Oddo - http://enzo-oddo.fr/ e Gabriele Moroni - http://gabriele-moroni.blogspot.com.br/ abrindo e trabalhando o que deve ser um  belíssimo 8c+/9a (Fr)   localizado na Gruta de Passa Vinte!

Confira o vídeo do trabalho abaixo:

E aqui, um vídeo do Gabriele Moroni fazendo o FA da extensão da Goela Seca, cotada como 8b+ Fr:
Gabriele Moroni - Goela Seca 8b+ from Renato Passos on Vimeo.

É de cair o queixo onde a evolução pode realmente chegar!

Vamo que vamo em sua busca, da forma que der, em todos os setores e pontos da vida, combinado?

Essa semana o foco mantém-se em Sampa, para resolver trabalhos e aproveitar a companhia da minha filhota nesse friozinho julino.

Cogitei profundamente ainda em dar um pulo até o Ubtboulder 2013 -  http://www.ubtboulder.com/ no próximo  final de semana (6,7) para prestigiar o evento, encontrar a comunidade,  tentar evoluir em algum boulder, além de  curtir uma prainha!

Massss, but, porém, contudo, todavia..... rs

SERRA DO CIPÓ
... Paraíso por paraíso, evolução por evolução,  o fato é que  feriados como esse que temos em Sampa no próxima semana são valiosos para viagens mais distantes!
 Então, encaixei a Serra do Cipó e suas vias nos meus planos já há algum tempo!
(Alguém me aluga uma máquina do tempo para o mês de julho? rs)
Para completar, o Massa e alguns amigos queridos já estão por lá em uma temporada 'sabática' e não vejo a hora de encontrá-los!!!

Seja onde for, é muito envolvente e admirável estar em contato com pessoas engajadas que realmente agem para evoluir na escalada  nacional ou em qualquer desafio, e ao mesmo tempo desfrutam com pureza dessa 'filosofia de vida'...
Que o equilíbrio esteja sempre incluso em nossas vidas!

COPA DO MUNDO DE DIFICULDADE - BRIANÇON, FRANÇA
Falando em evolução, se tem um lugar onde se pode ver um monte de 'escaladores evoluídos'  juntos é em uma etapa da Copa do Mundo! rs

Até poucos dias atrás eu estava em dúvida se iria para a Europa competir na 1ª etapa do circuito de dificuldade da Copa do Mundo, que acontecerá dias 19 e 20 de julho em Briançon, França.

Porém, este ano não senti uma conexão mais forte com essa ideia.
Porém, continuo acompanhando tudo sobre os máster atletas do cenário internacional no site do IFSC: www.ifsc-climbing.org.
No site, acessando o calendário, é possível visualizar as seguintes etapas do circuito mundial!
Fiquem ligados!

Particularmente, estou mais conectada esse ano com as trips para a rocha no Brasil ao lado dos amigos brazucas, além de estar em uma fase de transição profissional e envolvidíssima com apoio à minha família após o problema de de saúde de meu pai.

Mas ano que vem, tem Mundial na Espanha e a ideia é estar lá participando!

Felizmente, a escalada tem tido seu espaço fundamental  em meus dias para encontrar o equilíbrio nessa jornada!

Para mim, as corridas e trilhas também possuem papel importante nesse caminho, e o Brasil oferece uma variedade gigantesca de destinos lindos a serem percorridos!

Nesse ponto, conto agora com a leveza e  tecnologia 'MorphoDynamic ' do tênis Electron,   que oferece um sistema de amortecimento avançado, enorme respirabilidade e conforto realmente incrível!!



Bora bora correr, então!?

Valeu a todos que estiveram comigo no trabalho da Evolução das Espécies...
Thanks especiais a:  Alê Cardoso que me acompanhou nas 1ªs entradas, dando a 'seg da equipagem, ao Felipe Ho pelas seguranças impecáveis, ao Lucas 'Hard' pelas fotos da via e companhia incrível em São Bento, ao Massa pela motivação e inspiração, e principalmente ao Adri Cardoso pela segue e vibração positiva na seg da cadena!

Agora já posso brincar e dizer que sou uma 'espécie evoluída', mesmo sabendo que, no fundo, ainda existe uma 'eternidade' para evoluir ...
Ainda bem, né!?

E, já que o mês teve 'evolução'  e revolução como tema em diversas esferas, aí vai um clip e música que acho ótimo ...
Para inspirar e motivar um pouco mais!


Saúde, superação e dignidade  a todos nós...  &
Good vibes e até agosto!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Boulders em SÃO BENTO e vias na BOCAINA!

+ Brasil na COPA do MUNDO de boulder: 7 de junho no canal IFSC
+ OPEN de boulder no próximo f.d.s: espaço ONBLOX, RJ
+ Produtos LA SPORTIVA já nas melhores lojas do Brasil
+ Highline insano: Solo na Bocaina por Caio 'Afeto'
+ Entrevista para Revista TPM - edição de maio
+ Entrevista para Programa Você Bonita - TV GAZETA
--------------------------------------------------------------------------------

Viva a diversidade!
Sem dúvida, meu início de 'temporada de escalada'  tem tido essa característica presente, com a  mescla de boulders em São Bento do Sapucaí (SP) em maio e vias na Serra da Bocaina (MG) no último feriadão.

Mais 'inovador' ainda, para mim, é o fato de que a prática de boulder em rocha andou ganhando espaço nos meus finais de semana, comparando com outros anos.

E não é que a tal temporada de escalada só está começando e já nos divertimos um bocado esse ano, driblando as chuvas!?

BOULDERING
Motivada pela comunidade de São Bento do Sapucaí que anda cada vez mais ‘pilhada’ na abertura de novos setores de boulder, fui conhecer no último mês os setores Monjolinho e Rubinho localizados nos arredores da cidade.

Não tão novo, mas com alguns novos desafios abertos recentemente, o MONJOLINHO conta com alguns boulders clássicos como o Junta e Pow - V5 e sua versão SDS - V7, o Atalho para Machu Pichu - V5, Bico do Corvo -V5, entre tantos outros que ainda não tive a oportunidade de experimentar como Buracos -V4  e Nice to Michel -V5.

Logo no início do mês, minha primeira visita ao Monjolinho me rendeu a cadena do  boulder Atalho para Machu Pichu -V5. Nesse mesmo final de semana, tive uma espécie de 'atração fatal' pelo Junta e Pow ao assistir a cadena do Massa e do Ale Cardoso na linha.... rsrs

Durante esse reconhecimento do point, foram feitos alguns  registros fotográficos pelo escalador/ fotógrafo/videomaker Alexandre Cardoso.
Fotos incríveis, como sempre...
Mais sobre seu trabalho em: http://alexandrefcardoso.carbonmade.com/



Na semana seguinte, lembro que senti uma grande dose de superação ao realizar o Junta e Pow SDS,  pelo fato do boulder ser considerado um high-ball!

Até hoje, sinto-me muito mais confortável em vias longas e suas quedas no vazio (pendurada na corda), do que encarando as instáveis quedas de boulders.
Contudo, graças principalmente à segurança de corpo impecável dos parceiros, a confiança foi sendo resgatada. 

No dia da cadena do Junta e Pow SDS, o talentoso fotógrafo Fernando Lessa nos acompanhava e também  clicou com maestria alguns momentos de foco e pressão, como na foto abaixo... Mais uma vez, muito obrigada pelos registros!


Boulder é uma prática que nunca me preencheu tanto quanto vias em todos esses 20 anos de escalada, principalmente porque eu acabo não me desconectando da projeção da queda durante a escalada do boulder. Essa falta de conexão com o boulder e seus movimentos de forma pura acaba me desestimulando, mesmo mandando o boulder... rsrs...
Já nas vias, a entrega costuma ser absoluta. Mais uma razão para a sensação de plenitude ser maior, além de apreciar muito a continuidade e introspecção durante a escalada de vias.

Porém, sem dúvida, a malhação de um boulder proporciona momentos muito bacanas e interativos com os amigos, sendo ainda uma ótima forma de agregar força a algumas vias que vislumbro por aí! 

Voilá.... No final de semana seguinte, após indicação do Claudio Brisighello, de sua companheira Yuri e do Taka, visitei o também novíssimo setor RUBINHO, localizado em um braço de terra no km 21, à esquerda da Rodovia que segue de São Bento do Sapucaí em direção à Itajubá, um pouco  antes de chegar no trevo de Paraisópolis.
O “Rubinho” é o proprietário das terras onde está localizada uma série belíssima de boulders.

Vale lembrar a importância em respeitar a ética de todo point, seja de boulders, seja de vias, evitando barulho e levando todo lixo. 
Desta forma, o trabalho da comunidade local poderá continuar, no manejo das bases e trilhas, e principalmente na abertura de novas ‘brincadeiras’ que, até então, é permitida com incentivo do Sr. Rubinho.

Nessa breve visita por lá, escalei o Tapinha nas Costas -V3 e o Rollerblade - V4, em flash, e em seguida saiu o Tapa nas Costas-V4 e Tapa na Orelha -V5/6. 

Existe ainda uma variedade de belezuras para quem se empolga em malhar boulders por ali, como o Fabinho nas Alturas -V6 -  uma homenagem ao nosso eterno escalador Fabinho Muniz por contar com um lance técnico de drop´knee (movimento de encaixe realizado com o joelho), utilizando agarras pequenas em uma travessia que emenda em um high ball.

Além dessas experiências em rocha nos finais de semana, as ‘boulders sessions’ também tiveram espaço nas minhas noites no ginásio 90 Graus, muitas vezes acompanhada da minha filha.

Desde sempre,  agradeço imensamente ao Paulo Gil e a toda turma da 90 pela vibração positiva, pelo apoio e receptividade sem igual.

BRASIL NA COPA DO MUNDO DE BOULDER 2013
Falando em boulder,  teremos a partir dessa  sexta-feira (7 de junho), a última etapa do circuito mundial de boulder,  com a participação da brazuca Thais Makino, na cidade de Vail, USA. 


A ‘Thaisinha’ é uma atleta de escalada que admiro e tenho muito carinho, não só por ser grande parceira de campeonatos há muitos anos,  campeã nacional de boulder e uma menina/mulher pra lá de doce e divertida, como por ter muito potencial para evoluir na modalidade, tanto em competições como na rocha.

 Para isso, ela está há cerca de 2 meses treinando na cidade de Boulder, EUA, vivendo ‘o sonho’.

Quem quiser acompanhar essa guerreira em ação, é só acessar o canal do IFSC-TV – a partir do meio-dia do Brasil: http://www.youtube.com/user/ifscchannel .  

Acompanhe também  mais detalhes sobre essa participação no blog da atleta em: http://www.webventure.com.br/comunidade/blog/home/id/78/idPost/7648/t/Copa+Mundo+Boulder+Vail+USA

OPEN DE BOULDER NACIONAL, Nova Friburgo, RJ
Paralelamente à Copa do Mundo, o Brasil também terá um evento de boulder em Nova Friburgo - RJ, no espaço ONBLOX.

Das rochas de São Bento desejo  muita diversão aos participantes, com um kmon especial para a Bianca Castro que, a meu ver, caso confirme sua participação, é uma das favoritas para levar essa competição no feminino!

A carioca acabou de mandar a via Heróis da Resistência no Cipó (seu 1º 9c) e tem demonstrado muita força e foco nos últimos festivais de boulder também, assim como é notável sua evolução nas vias em rocha.

Com dedicação, talento, vontade e oportunidade, novas conquistas na rocha serão apenas uma questão de tempo!



REVISTA TPM

Para motivar ainda mais mulheres a se superarem e viverem as sensações positivas da escalada esportiva, neste  mês das mães, concedi à Revista TPM uma entrevista com dicas para quem está começando.
Para mim e para minha filha, sem dúvida, esta é  mais uma bela recordação!
Matéria já disponível em:  http://revistatpm.uol.com.br/revista/131/bazar/no-alto-da-montanha.html

VOCÊ BONITA - TV Gazeta
Outra entrevista falando sobre escalada esportiva também este mês foi para o programa Você Bonita - TV Gazeta.
A matéria ficou bem bacana, com uma produção eficaz, agilizada e muito querida, em filmagens realizadas na Casa de Pedra.
Matéria completa em: http://vocebonita.tvgazeta.com.br/atividade-fisica/item/escalada?category_id=24

SERRA DA BOCAINA - MG
Existem diversas formas de ‘viver o sonho', pouco a pouco, transformando-o em realidade, aceitando tempo e lugar para que as coisas aconteçam. 
No meu caso, tive a oportunidade de viver mais alguns dias do que considero 'um sonho',  ao conhecer a Serra da Bocaina de Minas, sua comunidade e um pouco de suas  incríveis escaladas em rocha!

Já há algum tempo, me empolgava a oportunidade de conhecer esse climb point, localizado a 30 kms da cidade de Araxá, Minas Gerais, graças principalmente à propaganda  de um dos conquistadores do pico -  o Alexandre Fei.

Após um mês de muito ‘agito’ profissional, consegui encaixar uma trip para lá no feriado de Corpus Christi, motivada ainda pela companhia do Massa e Renato Mineiro que já estariam por lá. 

Escalar vias novas, contemplar cenários naturais desconhecidos (e exóticos), descansar a mente e conhecer pessoas na mesma sintonia, por si só, já me proporcionaria momentos de renovação e plenitude nessa visita à Bocaina de Minas...


Porém, o grande toque ficou por conta das vias conquistadas com muito cuidado e talento por escaladores como Alexandre Fei, Gustavo Maneira, Diego Cabelinho, Guerreiro, entre outros ‘trabalhadores’ que tiveram o olhar para a abertura de tantas linhas sensacionais no quartzito dessa Serra.

(Abaixo, alguns cliques escalando a via Lei Rouanet (7b) no setor Tsunami da Bocaina -  por Flávio 'Massa'. )


Surpreendente o trabalho intenso realizado no point, com muita união visando a  evolução da escalada na região.
 A partir desse mês, inclusive, a Bocaina conta com um novo refúgio próximo ao anterior, que receberá algumas melhorias para continuar recebendo a comunidade, na mesma 'porteira' de sempre!
R$ 10,00 por pessoa/dia.

Para chegar à Bocaina, peguei  alguns betas  no blog da 4 CLIMB – www.4climb.com.br, e programei um voo para a cidade de Araxá saindo da cidade de Campinas (em um vôo de uma horinha pela companhia AZUL).


Minha chegada foi bem tranquila, recepcionada pelo  Massa e ‘Mineiro’ que já me aguardavam motorizados no aeroporto, após realizarem a trip de carro alguns dias antes (8 horas desde São Bento do Sapucaí).

Com o carro abastecido de comida (Araxá oferece diversos supermercados e me surpreendeu pela organização e planejamento urbano notável), seguimos em direção à linda Serra, que pode ser avistada da cidade.

Após 23 km e cerca de 40 minutos de estrada de terra, chegamos ao camping/refúgio, a 15 minutos a pé da base das vias.


Já sabíamos que a previsão do tempo seria de chuva para os primeiros dias de escalada, porém, como muitas vias por lá são bem negativas, a escaladas fluiram sem problemas, e ainda tivemos janelas de muito sol. 

O setor que nos concentramos nessa viagem é chamado de Tsunami, (o setor 'Tetos' está 'interditado' para escalada pelo proprietário).
No worries, afinal, o Tsunami conta com  uma enorme variedade de vias, desde 4º até 10º grau, que dá pra escalar à vontade por diversos feriados!!!

(Abaixo, Massa escalando uma de nossas vias preferidas para aquecer nessa trip - a lindíssima via Shanna Crazy, 6º SUP)



Para começar a apertar, segui a indicação de experimentar um 9a clássico do lugar – a 'Farinha do mesmo saco', no chamado Mezzanino do setor Tsunami, logo ali acima da via Shanna Crazy. 

Ainda me aclimatando ao estilo das vias, na tentativa à vista caí no crux boulderístico, isolando a movimentação na sequência e tocando para cima para conhecer todos os outros lances atléticos após o  'tetinho' perfeito!

Com parceria do escalador Caio Afeto que também malhava a via, fiquei empolgada com a ‘Farinha’.
Após uma hora, entrei com tanta vontade, que uma de suas maiores agarras, posicionada um pouco antes do teto, quebrou inteira na minha mão... :-/

Felizmente, a ‘bomba’ caiu bem mais abaixo de quem estava na base, graças também à negatividade da parede, e ninguém se machucou.
O Massa registrou o pedrão caindo... Olha o tamanho dela aí:


(Abaixo, Mineiro tentando a cadena da 'Nova Farinha' - foto by Massa)


Bem mais adrenalizante do que esse pedrão caindo das alturas, foi o highline realizado pelo escalador Caio 'Afeto' ali acima do setor Mezzanino!
Um preview muito legal desse  HighVibe insano realizado em SOLO (sem segurança nenhuma), pode ser conferido no vídeo abaixo, filmado e editado pelo escalador Gustavo Maneira...
Shoooow!!

high line from Gustavo Maneira on Vimeo.

De volta ao climbing ali abaixo do highline, experimentei o lance após a quebra da agarra,  que acabou transformando o 9a em 9b de crux ainda mais concentrado.

Percebi que precisaria de mais um dia de trabalho (e recuperação de pele) para tentar resolver os lances e, como tinha pouco tempo na Bocaina, resolvi experimentar outras vias no ‘andar de cima' do setor Tsunami, chamado de ‘andar dos Paulistas’.
Por ali, após indicação do Massa, escalei a Cortina de Fumaça (7c) e a Pubianos (8a), ambas incríiiiiveis....

No final do dia,  fiquei contemplando as escaladas ao redor, como a incrível via Decadentes - 7a que não tive tempo de conhecer nesse feriado (a via estava 'altamente' frequentada'), mas registrei o Fanfa escalando-a em um pôr de sol sensacional! (abaixo)


Entre tantas belezuras da Bocaina e tão pouco tempo, no final do penúltimo dia de viagem acabei sendo fisgada pela beleza da via Grande Hotel -9a, graças à indicação do Mineiro, do Massa e do China que haviam malhado a linha antes.

Com a 'paixão' controlada pela via e crux betado, realizei  sua cadena  na manhã seguinte, poucas horas antes de pegar a estrada de volta para Sampa... Bom demais!

Registrei a cadena do Mineiro na Grande Hotel (foto abaixo) da minha câmera de bolso... 


E recebi dele essa foto da minha cadena na via também.... Valeu Mineirinho! (Detalhe para a joelheira providencial para encaixe de joelho no crux!)


Valeu a todos que estiveram conosco no refúgio da Bocaina de Minas nesse feriado, principalmente ao Fei, Gustavinho, Guerreiro e Sr. Idelfonso pela receptividade em suas terras.

Valeuzão também  à 4 CLIMB pela apoio sempre ‘ponta firme’ de magnésio e LA SPORTIVA BRASIL pela parceria que vem me proporcionando as melhores sapatilhas  do mundo!

Para quem precisar de sapatilhas e tênis no Brasil, os produtos La Sportiva acabaram de chegar  – confira na página do facebook as novidades: https://www.facebook.com/lasportivabrasil?fref=ts


Essa lindeza acima, por exemplo, você já encontra na loja Casa de Pedra em São Paulo e nas maiores lojas do país. 

De volta à rotina paulista, a mente insiste em dar  suas ‘escapadelas’ para os bons momentos na Bocaina e  para a próxima  viagem de escalada....

Entre algumas idas para São Bento, a ideia é viver o máximo possível momentos de parceria e simplicidade como a foto abaixo resume, e, para isso, vamos trabalhar!

Valeu Fla e Mineiro pela parceria durante esses dias na Bocaina...................


Que a vibração positiva só aumente, com muita saúde, paz e realizações a todos nós....

Até a próxima!

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget