Bem-Vindos! Welcome!

Este é um espaço com impressões sobre montanhismo, escalada, performance esportiva, qualidade de vida, educação, viagens e outras paixões que, desde muito cedo, alimentam minha alma.

Aqui, apresento de forma descontraída, vivências e conquistas, curiosidades e bobagens. Obrigada pela visita!

Contato profissional para:
- Consultoria e Treinamento para Escalada Esportiva
- Modelo / Dublê de Escalada
- Jornalista Esportiva
email: janinefmcardoso@gmail.com


"Diga-me e eu esquecerei. Mostre-me e me lembrarei. Envolva-me e eu compreenderei." (Confúcio)

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Boulders em SÃO BENTO e vias na BOCAINA!

+ Brasil na COPA do MUNDO de boulder: 7 de junho no canal IFSC
+ OPEN de boulder no próximo f.d.s: espaço ONBLOX, RJ
+ Produtos LA SPORTIVA já nas melhores lojas do Brasil
+ Highline insano: Solo na Bocaina por Caio 'Afeto'
+ Entrevista para Revista TPM - edição de maio
+ Entrevista para Programa Você Bonita - TV GAZETA
--------------------------------------------------------------------------------

Viva a diversidade!
Sem dúvida, meu início de 'temporada de escalada'  tem tido essa característica presente, com a  mescla de boulders em São Bento do Sapucaí (SP) em maio e vias na Serra da Bocaina (MG) no último feriadão.

Mais 'inovador' ainda, para mim, é o fato de que a prática de boulder em rocha andou ganhando espaço nos meus finais de semana, comparando com outros anos.

E não é que a tal temporada de escalada só está começando e já nos divertimos um bocado esse ano, driblando as chuvas!?

BOULDERING
Motivada pela comunidade de São Bento do Sapucaí que anda cada vez mais ‘pilhada’ na abertura de novos setores de boulder, fui conhecer no último mês os setores Monjolinho e Rubinho localizados nos arredores da cidade.

Não tão novo, mas com alguns novos desafios abertos recentemente, o MONJOLINHO conta com alguns boulders clássicos como o Junta e Pow - V5 e sua versão SDS - V7, o Atalho para Machu Pichu - V5, Bico do Corvo -V5, entre tantos outros que ainda não tive a oportunidade de experimentar como Buracos -V4  e Nice to Michel -V5.

Logo no início do mês, minha primeira visita ao Monjolinho me rendeu a cadena do  boulder Atalho para Machu Pichu -V5. Nesse mesmo final de semana, tive uma espécie de 'atração fatal' pelo Junta e Pow ao assistir a cadena do Massa e do Ale Cardoso na linha.... rsrs

Durante esse reconhecimento do point, foram feitos alguns  registros fotográficos pelo escalador/ fotógrafo/videomaker Alexandre Cardoso.
Fotos incríveis, como sempre...
Mais sobre seu trabalho em: http://alexandrefcardoso.carbonmade.com/



Na semana seguinte, lembro que senti uma grande dose de superação ao realizar o Junta e Pow SDS,  pelo fato do boulder ser considerado um high-ball!

Até hoje, sinto-me muito mais confortável em vias longas e suas quedas no vazio (pendurada na corda), do que encarando as instáveis quedas de boulders.
Contudo, graças principalmente à segurança de corpo impecável dos parceiros, a confiança foi sendo resgatada. 

No dia da cadena do Junta e Pow SDS, o talentoso fotógrafo Fernando Lessa nos acompanhava e também  clicou com maestria alguns momentos de foco e pressão, como na foto abaixo... Mais uma vez, muito obrigada pelos registros!


Boulder é uma prática que nunca me preencheu tanto quanto vias em todos esses 20 anos de escalada, principalmente porque eu acabo não me desconectando da projeção da queda durante a escalada do boulder. Essa falta de conexão com o boulder e seus movimentos de forma pura acaba me desestimulando, mesmo mandando o boulder... rsrs...
Já nas vias, a entrega costuma ser absoluta. Mais uma razão para a sensação de plenitude ser maior, além de apreciar muito a continuidade e introspecção durante a escalada de vias.

Porém, sem dúvida, a malhação de um boulder proporciona momentos muito bacanas e interativos com os amigos, sendo ainda uma ótima forma de agregar força a algumas vias que vislumbro por aí! 

Voilá.... No final de semana seguinte, após indicação do Claudio Brisighello, de sua companheira Yuri e do Taka, visitei o também novíssimo setor RUBINHO, localizado em um braço de terra no km 21, à esquerda da Rodovia que segue de São Bento do Sapucaí em direção à Itajubá, um pouco  antes de chegar no trevo de Paraisópolis.
O “Rubinho” é o proprietário das terras onde está localizada uma série belíssima de boulders.

Vale lembrar a importância em respeitar a ética de todo point, seja de boulders, seja de vias, evitando barulho e levando todo lixo. 
Desta forma, o trabalho da comunidade local poderá continuar, no manejo das bases e trilhas, e principalmente na abertura de novas ‘brincadeiras’ que, até então, é permitida com incentivo do Sr. Rubinho.

Nessa breve visita por lá, escalei o Tapinha nas Costas -V3 e o Rollerblade - V4, em flash, e em seguida saiu o Tapa nas Costas-V4 e Tapa na Orelha -V5/6. 

Existe ainda uma variedade de belezuras para quem se empolga em malhar boulders por ali, como o Fabinho nas Alturas -V6 -  uma homenagem ao nosso eterno escalador Fabinho Muniz por contar com um lance técnico de drop´knee (movimento de encaixe realizado com o joelho), utilizando agarras pequenas em uma travessia que emenda em um high ball.

Além dessas experiências em rocha nos finais de semana, as ‘boulders sessions’ também tiveram espaço nas minhas noites no ginásio 90 Graus, muitas vezes acompanhada da minha filha.

Desde sempre,  agradeço imensamente ao Paulo Gil e a toda turma da 90 pela vibração positiva, pelo apoio e receptividade sem igual.

BRASIL NA COPA DO MUNDO DE BOULDER 2013
Falando em boulder,  teremos a partir dessa  sexta-feira (7 de junho), a última etapa do circuito mundial de boulder,  com a participação da brazuca Thais Makino, na cidade de Vail, USA. 


A ‘Thaisinha’ é uma atleta de escalada que admiro e tenho muito carinho, não só por ser grande parceira de campeonatos há muitos anos,  campeã nacional de boulder e uma menina/mulher pra lá de doce e divertida, como por ter muito potencial para evoluir na modalidade, tanto em competições como na rocha.

 Para isso, ela está há cerca de 2 meses treinando na cidade de Boulder, EUA, vivendo ‘o sonho’.

Quem quiser acompanhar essa guerreira em ação, é só acessar o canal do IFSC-TV – a partir do meio-dia do Brasil: http://www.youtube.com/user/ifscchannel .  

Acompanhe também  mais detalhes sobre essa participação no blog da atleta em: http://www.webventure.com.br/comunidade/blog/home/id/78/idPost/7648/t/Copa+Mundo+Boulder+Vail+USA

OPEN DE BOULDER NACIONAL, Nova Friburgo, RJ
Paralelamente à Copa do Mundo, o Brasil também terá um evento de boulder em Nova Friburgo - RJ, no espaço ONBLOX.

Das rochas de São Bento desejo  muita diversão aos participantes, com um kmon especial para a Bianca Castro que, a meu ver, caso confirme sua participação, é uma das favoritas para levar essa competição no feminino!

A carioca acabou de mandar a via Heróis da Resistência no Cipó (seu 1º 9c) e tem demonstrado muita força e foco nos últimos festivais de boulder também, assim como é notável sua evolução nas vias em rocha.

Com dedicação, talento, vontade e oportunidade, novas conquistas na rocha serão apenas uma questão de tempo!



REVISTA TPM

Para motivar ainda mais mulheres a se superarem e viverem as sensações positivas da escalada esportiva, neste  mês das mães, concedi à Revista TPM uma entrevista com dicas para quem está começando.
Para mim e para minha filha, sem dúvida, esta é  mais uma bela recordação!
Matéria já disponível em:  http://revistatpm.uol.com.br/revista/131/bazar/no-alto-da-montanha.html

VOCÊ BONITA - TV Gazeta
Outra entrevista falando sobre escalada esportiva também este mês foi para o programa Você Bonita - TV Gazeta.
A matéria ficou bem bacana, com uma produção eficaz, agilizada e muito querida, em filmagens realizadas na Casa de Pedra.
Matéria completa em: http://vocebonita.tvgazeta.com.br/atividade-fisica/item/escalada?category_id=24

SERRA DA BOCAINA - MG
Existem diversas formas de ‘viver o sonho', pouco a pouco, transformando-o em realidade, aceitando tempo e lugar para que as coisas aconteçam. 
No meu caso, tive a oportunidade de viver mais alguns dias do que considero 'um sonho',  ao conhecer a Serra da Bocaina de Minas, sua comunidade e um pouco de suas  incríveis escaladas em rocha!

Já há algum tempo, me empolgava a oportunidade de conhecer esse climb point, localizado a 30 kms da cidade de Araxá, Minas Gerais, graças principalmente à propaganda  de um dos conquistadores do pico -  o Alexandre Fei.

Após um mês de muito ‘agito’ profissional, consegui encaixar uma trip para lá no feriado de Corpus Christi, motivada ainda pela companhia do Massa e Renato Mineiro que já estariam por lá. 

Escalar vias novas, contemplar cenários naturais desconhecidos (e exóticos), descansar a mente e conhecer pessoas na mesma sintonia, por si só, já me proporcionaria momentos de renovação e plenitude nessa visita à Bocaina de Minas...


Porém, o grande toque ficou por conta das vias conquistadas com muito cuidado e talento por escaladores como Alexandre Fei, Gustavo Maneira, Diego Cabelinho, Guerreiro, entre outros ‘trabalhadores’ que tiveram o olhar para a abertura de tantas linhas sensacionais no quartzito dessa Serra.

(Abaixo, alguns cliques escalando a via Lei Rouanet (7b) no setor Tsunami da Bocaina -  por Flávio 'Massa'. )


Surpreendente o trabalho intenso realizado no point, com muita união visando a  evolução da escalada na região.
 A partir desse mês, inclusive, a Bocaina conta com um novo refúgio próximo ao anterior, que receberá algumas melhorias para continuar recebendo a comunidade, na mesma 'porteira' de sempre!
R$ 10,00 por pessoa/dia.

Para chegar à Bocaina, peguei  alguns betas  no blog da 4 CLIMB – www.4climb.com.br, e programei um voo para a cidade de Araxá saindo da cidade de Campinas (em um vôo de uma horinha pela companhia AZUL).


Minha chegada foi bem tranquila, recepcionada pelo  Massa e ‘Mineiro’ que já me aguardavam motorizados no aeroporto, após realizarem a trip de carro alguns dias antes (8 horas desde São Bento do Sapucaí).

Com o carro abastecido de comida (Araxá oferece diversos supermercados e me surpreendeu pela organização e planejamento urbano notável), seguimos em direção à linda Serra, que pode ser avistada da cidade.

Após 23 km e cerca de 40 minutos de estrada de terra, chegamos ao camping/refúgio, a 15 minutos a pé da base das vias.


Já sabíamos que a previsão do tempo seria de chuva para os primeiros dias de escalada, porém, como muitas vias por lá são bem negativas, a escaladas fluiram sem problemas, e ainda tivemos janelas de muito sol. 

O setor que nos concentramos nessa viagem é chamado de Tsunami, (o setor 'Tetos' está 'interditado' para escalada pelo proprietário).
No worries, afinal, o Tsunami conta com  uma enorme variedade de vias, desde 4º até 10º grau, que dá pra escalar à vontade por diversos feriados!!!

(Abaixo, Massa escalando uma de nossas vias preferidas para aquecer nessa trip - a lindíssima via Shanna Crazy, 6º SUP)



Para começar a apertar, segui a indicação de experimentar um 9a clássico do lugar – a 'Farinha do mesmo saco', no chamado Mezzanino do setor Tsunami, logo ali acima da via Shanna Crazy. 

Ainda me aclimatando ao estilo das vias, na tentativa à vista caí no crux boulderístico, isolando a movimentação na sequência e tocando para cima para conhecer todos os outros lances atléticos após o  'tetinho' perfeito!

Com parceria do escalador Caio Afeto que também malhava a via, fiquei empolgada com a ‘Farinha’.
Após uma hora, entrei com tanta vontade, que uma de suas maiores agarras, posicionada um pouco antes do teto, quebrou inteira na minha mão... :-/

Felizmente, a ‘bomba’ caiu bem mais abaixo de quem estava na base, graças também à negatividade da parede, e ninguém se machucou.
O Massa registrou o pedrão caindo... Olha o tamanho dela aí:


(Abaixo, Mineiro tentando a cadena da 'Nova Farinha' - foto by Massa)


Bem mais adrenalizante do que esse pedrão caindo das alturas, foi o highline realizado pelo escalador Caio 'Afeto' ali acima do setor Mezzanino!
Um preview muito legal desse  HighVibe insano realizado em SOLO (sem segurança nenhuma), pode ser conferido no vídeo abaixo, filmado e editado pelo escalador Gustavo Maneira...
Shoooow!!

high line from Gustavo Maneira on Vimeo.

De volta ao climbing ali abaixo do highline, experimentei o lance após a quebra da agarra,  que acabou transformando o 9a em 9b de crux ainda mais concentrado.

Percebi que precisaria de mais um dia de trabalho (e recuperação de pele) para tentar resolver os lances e, como tinha pouco tempo na Bocaina, resolvi experimentar outras vias no ‘andar de cima' do setor Tsunami, chamado de ‘andar dos Paulistas’.
Por ali, após indicação do Massa, escalei a Cortina de Fumaça (7c) e a Pubianos (8a), ambas incríiiiiveis....

No final do dia,  fiquei contemplando as escaladas ao redor, como a incrível via Decadentes - 7a que não tive tempo de conhecer nesse feriado (a via estava 'altamente' frequentada'), mas registrei o Fanfa escalando-a em um pôr de sol sensacional! (abaixo)


Entre tantas belezuras da Bocaina e tão pouco tempo, no final do penúltimo dia de viagem acabei sendo fisgada pela beleza da via Grande Hotel -9a, graças à indicação do Mineiro, do Massa e do China que haviam malhado a linha antes.

Com a 'paixão' controlada pela via e crux betado, realizei  sua cadena  na manhã seguinte, poucas horas antes de pegar a estrada de volta para Sampa... Bom demais!

Registrei a cadena do Mineiro na Grande Hotel (foto abaixo) da minha câmera de bolso... 


E recebi dele essa foto da minha cadena na via também.... Valeu Mineirinho! (Detalhe para a joelheira providencial para encaixe de joelho no crux!)


Valeu a todos que estiveram conosco no refúgio da Bocaina de Minas nesse feriado, principalmente ao Fei, Gustavinho, Guerreiro e Sr. Idelfonso pela receptividade em suas terras.

Valeuzão também  à 4 CLIMB pela apoio sempre ‘ponta firme’ de magnésio e LA SPORTIVA BRASIL pela parceria que vem me proporcionando as melhores sapatilhas  do mundo!

Para quem precisar de sapatilhas e tênis no Brasil, os produtos La Sportiva acabaram de chegar  – confira na página do facebook as novidades: https://www.facebook.com/lasportivabrasil?fref=ts


Essa lindeza acima, por exemplo, você já encontra na loja Casa de Pedra em São Paulo e nas maiores lojas do país. 

De volta à rotina paulista, a mente insiste em dar  suas ‘escapadelas’ para os bons momentos na Bocaina e  para a próxima  viagem de escalada....

Entre algumas idas para São Bento, a ideia é viver o máximo possível momentos de parceria e simplicidade como a foto abaixo resume, e, para isso, vamos trabalhar!

Valeu Fla e Mineiro pela parceria durante esses dias na Bocaina...................


Que a vibração positiva só aumente, com muita saúde, paz e realizações a todos nós....

Até a próxima!

Nenhum comentário:

... "Superfície azul do céu, asas em curva de dores, Fernão Capelo levanta e voa, porque voar é importante, mais que comer e viver.

Caro é pensar diferente, viver em infinitos, voar dias inteiros só aprendendo a voar. Gaivota que se preza tem de sentir as estrelas, analisar paraísos, conquistar múltiplos espaços.

Gaivota que se preza precisa buscar perfeição. Importante é olhar de frente, em uma, em dez, cem mil vidas.

... nada é limite: voa, treina, aprende, paira sobre o comum do viver.

Se o destino é o infinito, o caminho é nas alturas!"

(Fernão Capelo Gaivota)

------------------------------------------------------

"Time stand still... I'm not looking back, but I want to look around me now, see more of the people and the places that surround me now...Time stand still...Freeze this moment a little bit longer, Make each sensation a little bit stronger, Experience slips away...The innocence slips away..."

(Rush and Climbing - since 1993)

Ocorreu um erro neste gadget